Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1132131
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Acre - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2014
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: LEÃO, J. R. A.
VASCONCELOS, J. M.
RAPOSO, A.
FERMINO JUNIOR, P. C. P.
NICOLETTI, M. F.
Additional Information: JOÃO R. A. LEÃO, Universidade Federal do Amazonas (Ufam); JANAÍNA M. VASCONCELOS, Faculdade Meta; ANDREA RAPOSO, CPAF-AC; PAULO C. P. FERMINO JUNIOR, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); MARCOS F. NICOLETTI, Universidade do Estado de Santa Catarina.
Title: Aclimatização ex vitro de Aechmea setigera, bromélia endêmica da Amazônia, Acre, Brasil.
Publisher: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FLORESTAIS, 8., 2014, Recife. Paradigmas na formação de recursos humanos em Ciências Florestais: anais. Recife: UFRPE. PPGCF, 2014.
Pages: p. 185-189.
Language: Portugues
Keywords: Bromeliads
Amazonia Occidental.
Aechmea setigera
Reproducción de las plantas
Producción de plántulas
Micropropagación
Experimentación en invernadero
Aclimatación
Embrapa Acre
Rio Branco (AC)
Acre
Amazônia Ocidental
Western Amazon
Description: A bromélia Aechmea setigera Martius ex Schultes & Schultes f. é uma espécie epífita nativa da Amazônia Sul-Ocidental. As atividades de desmatamento das florestas estão causando uma redução na biodiversidade das bromeliáceas da Amazônia. Sendo assim, a aclimatização após a produção de mudas por micropropagação consiste numa importante estratégia de propagação e conservação desse recurso genético vegetal. O objetivo deste trabalho foi estabelecer um protocolo para a aclimatização da A. setigera. Após a fase de enraizamento in vitro, a aclimatização dos brotos ocorreu em casa de vegetação tecnológica em substrato comercial, vermiculita e pó de serra, isolados ou associados entre si. Os parâmetros avaliados foram altura das plântulas e número de folhas durante 30, 60 e 90 dias. As plântulas aclimatizadas em casa de vegetação se desenvolveram melhor em substrato comercial ou quando associado à vermiculita e foi obtido uma taxa de sobrevivência de 90%. Conclui-se que a propagação in vitro de A. setigera é uma biotecnologia viável para a produção de mudas clonadas para ornamentação e paisagismo.
Thesagro: Estufa
Aclimatação.
Reprodução Vegetal
Bromélia
Bromeliaceae
Muda
Produção
Micropropagação
NAL Thesaurus: Seedling production
Plant reproduction
Micropropagation
Greenhouse experimentation
Acclimation.
Data Created: 2021-06-01
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPAF-AC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
27139.pdf171,14 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace