Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1132251
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Florestas - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2021
Type of Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Authors: MALTA, D. S.
HELM, C. V.
JORGE, R. M. M.
MATHIAS, A. L.
Additional Information: DANIELLE SPECHT MALTA, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ; CRISTIANE VIEIRA HELM, CNPF; REGINA MARIA MATOS JORGE, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ; ALVARO LUIZ MATHIAS, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ.
Title: Composição nutricional da amêndoa do pinhão da Araucaria angustifolia de seis localidades do sul brasileiro.
Publisher: In: EVENTOS ARAUCÁRIA: PESQUISA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIAS PARA SISTEMAS DE PRODUÇÃO, ERVA-MATE XXI: INOVAÇÃO E TECNOLOGIAS PARA O SETOR ERVATEIRO, 2020, Colombo. Anais. Colombo: Embrapa Florestas, 2021.
Pages: p. 34.
Series/Report no.: (Embrapa Florestas. Documentos, 344).
Language: Portugues
Notes: Resumo.
Keywords: Amêndoa do pinhão
Economia sustentável
Description: O objetivo desse estudo foi avaliar a similaridade da composição nutricional das amêndoas do pinhão de seis regiões do sul do país. Pinhões coletados em Bituruna, PR, Caçador, SC, Cruz Machado, PR, Lapa, PR ou São João do Triunfo, PR (duas propriedades) foram cozidos, e suas amêndoas foram removidas, trituradas e congeladas. Para os ensaios, as amostras foram descongeladas (temperatura ambiente) e avaliadas quanto à umidade e composição nutricional, em base seca (AOAC, 2016). Foram determinados os valores (%) médios (máximos e mínimos) para umidade: 46,94 (45,61-49,38), carboidratos: 74,96 (71,25-77,32), fibras totais: 13,95 (12,47-16,50), fibras insolúveis: 11,13 (9,94- 13,47), fibras solúveis: 2,82 (2,04-4,62), proteína: 7,29 (6,17-8,00), lipídios: 0,85 (0,51-1,20) e cinzas: 2,91 (2,85-3,13). Em relação aos minerais (mg 100 g-1), para o potássio: 1.531,28 (1.088,87-1.950,55), fósforo: 400,09 (320,37-534,23), cálcio: 112,01 (77,07-186,80), magnésio: 60,31 (36,16-81,26), ferro: 2,98 (2,28-3,31), zinco: 2,59 (2,23-3,51), cobre: 0,72 (0,52-0,76) e manganês: 0,46 (0,14-0,78). As amostras apresentaram diferença significativa no teor de umidade, proteínas e minerais (P < 0,05). No entanto, essa variação não prejudicaria sua escolha como matéria-prima alimentar, inclusive como fonte de cobre (44,2%), fósforo (31,4%), potássio (24,0%) e zinco (23,8%) com >15% da ingestão diária recomendada. Além de ser um alimento com alto teor de fibras alimentares (> 6 g 100 g-1 de sólidos) segundo norma brasileira, com 7,74 g 100 g-1. Conclui-se que os valores de carboidratos, fibras alimentares, lipídios e cinzas não tiveram influência da localidade, enquanto a umidade, proteínas e minerais apresentam variações. O consumo de pinhão além de fornecer nutrientes relevantes para a saúde, estimula a geração de renda para agricultura familiar e uma economia sustentável.
Thesagro: Araucária Angustifólia
Pinhão
Agricultura Familiar
Data Created: 2021-06-09
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CNPF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EmbrapaFlorestas-2021-AnaisErvamateEAraucaria-Documentos344-pg34.pdf210,89 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace