Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1133823
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Cerrados - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2021
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: CLAUDINO, V. C. M.
SPECHT, A.
FIDELIS, E. G.
ROQUE-SPECHT, V. F.
MONTEZANO, D. G.
MARTINS, P. R.
SILVA, F. A. M.
MALAQUIAS, J. V.
Additional Information: VANDER C. M. CLAUDINO; ALEXANDRE SPECHT, CPAC; ELISANGELA GOMES FIDELIS, CPAC; VÂNIA F. ROQUE-SPECHT; DÉBORA G. MONTEZANO; PEDRO R. MARTINS; FERNANDO A. M. SILVA; JUACI VITORIA MALAQUIAS, CPAC.
Title: Spatio-temporal variation of Mocis latipes (Guenée, 1852) (Lepidoptera: Erebidae) populations in Brazil according to meteorological factors.
Publisher: Biota Neotropica, v. 21, n. 1, e20201114, 2021.
Language: Ingles
Keywords: Noctuoides-praga
Variação populacional
Description: Resumo: Mocis latipes (Guenée, 1852) (Lepidoptera: Erebidae) tem sido reconhecida como uma das principais espécies consumidoras de gramíneas em todo o continente americano. Durante os surtos, as lagartas são capazes de consumir completamente os hospedeiros preferenciais (gramíneas) e, quando os hospedeiros preferenciais são destruídos, podem mover-se para plantas adjacentes não gramíneas e causar danos semelhantes. Variáveis meteorológicas, como temperatura e umidade, são conhecidas por afetar o desenvolvimento e a abundância de suas populações. Este trabalho teve como objetivo descrever e comparar a distribuição espaço-temporal de M. latipes em diferentes localidades do Brasil e avaliar a influência de variáveis meteorológicas sobre suas variações temporais. Foram avaliados 12 locais, em cada ponto de coleta foram instaladas armadilhas luminosas próximas às áreas de cultivo. Para entender a influência das variáveis meteorológicas na abundância de M. latipes, os dados foram analisados pelo Modelo Linear Generalizado, empregando a regressão de Poisson. Uma regressão linear tambémfoi utilizada para verificar a relação entre a abundância e a latitude. Um total de 1.985 mariposas foram coletadas. Os maiores números de indivíduos foram coletados nos biomas Amazônia e Cerrado. Os resultados mostram que a abundância de mariposas está inversamente relacionada ao aumento da latitude. A análise de regressão de Poisson indicou que as principais variáveis meteorológicas foram significativamente relacionadas à abundância em cada local. Este estudo mostra que devido à preferência por gramíneas em estado vegetativo e às altas exigências de temperatura (30°C), M. latipes é uma espécie importante em regiões quentes, especialmente nas épocas de maior umidade. Além disso, mesmo em latitudes elevadas, durante os meses de verão, as populações podem aumentar rapidamente, podendo causar danos econômicos.
Thesagro: Armadilha Luminosa
Curuquerê
Data Created: 2021-08-24
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPAC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Spatio-temporal-variation-of-mocis-latipes-Alexandre.pdf1 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace