Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1133975
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2021
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: SANTOS, A. C. S. dos
SOUSA, V. A. de
WENDT, S. N.
AGUIAR, A. V. de
Additional Information: ANA CLAUDIA SCHLLEMER DOS SANTOS, UTFPR; VALDERES APARECIDA DE SOUSA, CNPF; SIMONE NEUMANN WENDT, UTFPR; ANANDA VIRGINIA DE AGUIAR, CNPF.
Title: Viabilidade polínica de Eucalyptus spp. com corantes específicos.
Publisher: Scientia Forestalis, v. 49, n. 131, e3588, 2021. 10 p.
Language: Portugues
Keywords: Germinação do pólen in vitro
Tetrazólio
Anilina azul em lactofenol
Polinização controlada
In vitro pollen germination
Blue aniline in lactophenol
Controlled pollination
Description: A hibridação tem sido intensivamente empregada nos programas de melhoramento genético desse gênero e contribuído, significativamente, para o incremento da produtividade com a incorporação de características específicas de adaptação aos materiais de interesse para o plantio. Todavia a produção de híbridos, requer a polinização controlada com pólen de qualidade, adequadamente manuseado e viável nessa ocasião. Portanto, a estimativa da viabilidade é essencial. O objetivo do presente estudo foi definir uma metodologia rápida e acurada para determinar a viabilidade do pólen de Eucalyptus usando corantes específicos. Com essa finalidade, utilizou-se o cloreto de 2,3,5, trifeniltetrazólio (TTC) nas concentrações (0,5 g.L-1, 1,0 g.L-1 e 1,5 g.L-1) com períodos de incubação de 15, 30, 45, 60, 90 e 120 minutos, e também anilina azul em lactofenol (1 g.L-1) nos períodos de incubação de 5, 10, 15, 30, 45 e 60 minutos. O cloreto de 2,3,5 trifeniltetrazólio expressou a melhor viabilidade polínica, com 15 e 30 minutos, apresentando um valor muito próximo da germinação, com correlação de 0,96. Portanto, é um corante potencial para analisar a viabilidade polínica de E. urophylla e E. brassiana. Para o corante azul em lactofenol, o período de imersão de 45 a 60 minutos mostrou melhores resultados. No entanto, como esse corante superestimou a viabilidade em 20%, em comparação à germinação in vitro, não se recomenda o seu uso nas concentrações e períodos utilizados nesse trabalho, sendo aconselhado pesquisas com novas concentrações e período de incubação.
Thesagro: Colorimetria
NAL Thesaurus: Colorimetry
Tetrazolium
Data Created: 2021-09-01
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Valderes-2318-1222-scifor-49-131-e3588.pdf760,44 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace