Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1135390
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Florestas - Capítulo em livro científico (ALICE)
Date Issued: 2021
Type of Material: Capítulo em livro científico (ALICE)
Authors: WREGE, M. S.
SOARES, M. T. S.
SOUSA, V. A. de
FRITZSONS, E.
AGUIAR, A. V. de
BOGNOLA, I. A.
GOMES, J. B. V.
SOUSA, L. P. de
Additional Information: MARCOS SILVEIRA WREGE, CNPF; MARCIA TOFFANI SIMAO SOARES, CNPF; VALDERES APARECIDA DE SOUSA, CNPF; ELENICE FRITZSONS, CNPF; ANANDA VIRGINIA DE AGUIAR, CNPF; ITAMAR ANTONIO BOGNOLA, CNPF; JOAO BOSCO VASCONCELLOS GOMES, CNPF; LETICIA PENNO DE SOUSA, CPACT.
Title: Metodologia para caracterização ambientale genética da erva mate (Ilex paraguariensis) para a conservação e uso sustentável.
Publisher: In: MACHADO, F. S.; MOURA, A. S. de (org.). Coleção desafios das engenharias: engenharia florestal. Ponta Grossa: Atena, 2021. cap. 8, p. 87-101.
Language: Portugues
Keywords: Conservação genética
Distribuição de espécie
Erva mate
Genetic conservation
Species distribution
Description: Ilex paraguariensis (A. St. Hil.)., conhecida como erva-mate no Brasil ou yerba mate nos países da América Latina de língua espanhola, é uma espécie arbórea nativa das regiões serranas frias e úmidas do Sul e do Centro Oeste do Brasil. A espécie ocorre, na maior parte da área, na Floresta Ombrófila Mista - FOM. Por meio do acordo firmado em 2015 na COP21, o Brasil assumiu o compromisso de aumentar a conservação dos recursos genéticos e promover o uso sustentável de sua biodiversidade. Para dar subsídios a esta demanda, foi desenvolvida a presente metodologia visando caracterizar o ambiente e a genética de populações de ervamate. O método desenvolvido consistiu em: 1) definir as zonas periféricas de ocorrência de erva-mate e indicar regiões com prioridade para amostragens; 2) obter amostras para genotipagem e para determinar os compostos fenólicos nas folhas; 3) amostrar os solos; 4) analisar o clima; e 5) identificar os nichos ecológicos das populações. As coletas ocorreram em cinco pontos nas zonas periféricas da área de distribuição natural da espécie, onde suas populações têm maior diversidade genética. O Ilex paraguariensis (A. St. Hil.)., conhecida como erva-mate no Brasil ou yerba mate nos países da América Latina de língua espanhola, é uma espécie arbórea nativa das regiões serranas frias e úmidas do Sul e do Centro Oeste do Brasil. A espécie ocorre, na maior parte da área, na Floresta Ombrófila Mista - FOM. Por meio do acordo firmado em 2015 na COP21, o Brasil assumiu o compromisso de aumentar a conservação dos recursos genéticos e promover o uso sustentável de sua biodiversidade. Para dar subsídios a esta demanda, foi desenvolvida a presente metodologia visando caracterizar o ambiente e a genética de populações de ervamate. O método desenvolvido consistiu em: 1) definir as zonas periféricas de ocorrência de erva-mate e indicar regiões com prioridade para amostragens; 2) obter amostras para genotipagem e para determinar os compostos fenólicos nas folhas; 3) amostrar os solos; 4) analisar o clima; e 5) identificar os nichos ecológicos das populações. As coletas ocorreram em cinco pontos nas zonas periféricas da área de distribuição natural da espécie, onde suas populações têm maior diversidade genética. O Ilex paraguariensis (A. St. Hil.)., conhecida como erva-mate no Brasil ou yerba mate nos países da América Latina de língua espanhola, é uma espécie arbórea nativa das regiões serranas frias e úmidas do Sul e do Centro Oeste do Brasil. A espécie ocorre, na maior parte da área, na Floresta Ombrófila Mista - FOM. Por meio do acordo firmado em 2015 na COP21, o Brasil assumiu o compromisso de aumentar a conservação dos recursos genéticos e promover o uso sustentável de sua biodiversidade. Para dar subsídios a esta demanda, foi desenvolvida a presente metodologia visando caracterizar o ambiente e a genética de populações de ervamate. O método desenvolvido consistiu em: 1) definir as zonas periféricas de ocorrência de erva-mate e indicar regiões com prioridade para amostragens; 2) obter amostras para genotipagem e para determinar os compostos fenólicos nas folhas; 3) amostrar os solos; 4) analisar o clima; e 5) identificar os nichos ecológicos das populações. As coletas ocorreram em cinco pontos nas zonas periféricas da área de distribuição natural da espécie, onde suas populações têm maior diversidade genética. O material foi genotipado, para conhecimento de suas características genéticas. Suas folhas foram analisadas quanto aos compostos fenólicos. Os resultados obtidos demonstram que a erva-mate ocorre na natureza em condições pedoclimáticas adversas, desde o extremo sul do Brasil, no estado do Rio Grande do Sul, até o sul do Mato Grosso do Sul, em altitudes que variam desde os 211 até os 1700 metros, nos mais diversos tipos de solos, desde os mais profundos até os mais rasos, em variadas condições de fertilidade, em clima frio e úmido, com riscos variados de geada, formando grupos de populações com características comuns, em função das condições pedoclimáticas de cada região. A metodologia desenvolvida é passível de aplicação em populações de outras espécies arbóreas nativas.
Thesagro: Ilex Paraguariensis
Data Created: 2021-10-16
Appears in Collections:Capítulo em livro científico (CNPF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Capitulo-Wrege.pdf9,16 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace