Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1136244
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Gado de Corte - Tese/dissertação (ALICE)
Date Issued: 2021
Type of Material: Tese/dissertação (ALICE)
Authors: SOUZA, A. P. de O. de
Additional Information: ANA PAULA DE OLIVEIRA DE SOUZA.
Title: Abordagens alternativas para estimativa de características de eficiência alimentar em bovinos de corte confinados.
Publisher: Londrina, PR: Universidade Estadual de Londrina, 2021.
Language: Portugues
Notes: Dissertação apresentada ao Programa de Pós-graduação em Ciência Animal da Universidade Estadual de Londrina - UEL, como requisito para a obtenção do título de Mestre. Orientador: Prof. Valter Bumbieris Júnior. Co-orientador: Dr. Rodrigo da Costa Gomes, pesquisador da Embrapa Gado de Corte.
Keywords: Consumo alimentar residual
Description: Novas abordagens para tomar medidas de eficiência alimentar podem ser úteis para ampliar as possibilidades de mensurar e avaliar a eficiência alimentar, e aprimorar as metodologias que já existem. O primeiro estudo desta investigação propôs uma equação de predição de consumo de matéria seca (CMSpred) em bovinos confinados utilizando informações observadas de consumo de matéria seca (CMS), consumo hídrico (CH), peso corporal (PC) e ganho médio diário (GMD) para estimar medidas de eficiência alimentar. Utilizou-se bancos de dados de testes de desempenho da raça Senepol. Foram estimados CMS a partir de equações do NRC (1996, CMSnrc) e BR-CORTE (2016, CMSbr-corte) e análise de regressão múltipla foi empregada considerando CMS observado como variável dependente e CH, PC e GMD como variáveis independentes para gerar uma nova equação: CMSpred, CMSnrc e CMSbr-corte foram utilizados para estimar a eficiência alimentar bruta (EABpred, EABnrc e EABbr-corte) e consumo alimentar residual (CARpred, CARnrc e CARbr-corte). A correlação do CMSpred com CMS observado foi maior (0,73) que aquelas encontradas para CMSbr-corte (0,66) e CMSnrc (0,68). As correlações entre eficiência alimentar bruta (EAB) observada, EABpred, EABnrc e EABbr-corte foram positivas e altas, apresentando magnitudes semelhantes que variaram de 0,91 a 0,92. O CAR observado apresentou correlação moderada com CARpred (0,45) e baixas com CARbr-corte (-0,08) e CARnrc (0,00). A estimativa de consumo de alimentos a partir do desempenho e consumo hídrico pode ser útil para estimativas de características de eficiência alimentar em bovinos confinados. No segundo estudo, o objetivo foi avaliar os efeitos da duração do teste, do ganho médio diário pré-teste (pADG) e da abordagem aplicada para cálculo do consumo alimentar residual na estimativa de características de eficiência alimentar. Foram utilizados dados de testes de eficiência alimentar realizados com bovinos Nelore e Senepol. Foram calculados CMS, GMD, CA, EAB e CAR para durações de teste de 35, 42 e 56 dias. Os GMDs pré-teste foram calculados usando PC ao nascimento, ao desmame, ao sobreano e ao início do teste e foram usados para estimar medidas alternativas eficiência alimentar. Para fins deste estudo, o termo ?edição de teste? será utilizado para se referir a cada teste realizado em animais de mesmo sexo em um mesmo período de tempo, e o termo ?grupo de teste? será utilizado para se referir a um grupo de animais ocupando uma mesma baia em uma mesma edição de teste. O CAR foi calculado dentro do grupo de teste (CARg) e entre os grupos de teste (CARe, dentro da edição do teste, desconsiderando o grupo de teste). Altas correlações foram observadas para CMS, PC e CAR calculados em diferentes durações de teste, embora menor correlação tenha sido observada para GMD, CA e EAB em relação ao teste de 35d e 56d. As correlações entre o GMD medido no teste e as medidas pGMD foram baixas, assim como as correlações para CA e EAB alternativos. Correlações entre CAR calculado dentro do grupo de teste e CAR dentro da edição do teste foram inferiores a 0,9. Reduzir a duração do teste de 56 para 42 ou 35 dias pode afetar a acurácia das estimativas de eficiência alimentar. Usar o ganho de peso pré-teste para fins de cálculo da eficiência alimentar parece não ser viável. O método empregado para calcular o CAR em relação ao grupo de teste e à edição do teste pode levar a mudanças na acurácia de sua estimativa.
Thesagro: Bovino
Gado de Corte
Confinamento
Conversão Alimentar
Data Created: 2021-11-17
Appears in Collections:Tese/dissertação (CNPGC)


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace