Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1136587
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amapá - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2021
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: LIRA-GUEDES, A. C.
LEAL, G. de A.
FISCHER, G. R.
AGUIAR, L. J. G.
MELEM JUNIOR, N. J.
BAIA, A. L. P.
GUEDES, M. C.
Additional Information: ANA CLAUDIA LIRA GUEDES, CPAF-AP; GÉSSICA DE ALMEIDA LEAL, IFAP; GRACIELA REDIES FISCHER, UFPEL; LEONARDO JOSÉ GONÇALVES AGUIAR, UFPEL; NAGIB JORGE MELEM JUNIOR, CPAF-AP; ALDINE LUIZA PEREIRA BAIA, UNIFAP; MARCELINO CARNEIRO GUEDES, CPAF-AP.
Title: Carbon emissions in hydromorphic soils from an estuarine floodplain forest in the Amazon River.
Publisher: Revista Brasileira de Ciências Ambientais, v. 56, n. 3, p. 413-423, set. 2021.
Language: Ingles
Keywords: Estuário amazônico
Áreas úmidas
Description: Carbon dioxide (CO2) is produced only in biological activities. Understanding how soil tillage practices affect the dynamics of CO2 production is important, as these processes are influenced by the temperature and humidity conditions of the place. This paper aimed at quantifying CO2 flux in hydromorphic floodplain soils under different açai palm tree grove management strategies, correlating it with litter deposition, soil environment, and season of the year. Conducted in the city of Mazagão-AP, four areas of açai palm tree groves were selected with different types of management. During the evaluation period (October, November, and December 2012, and February, March, and April 2013), CO2 flux, soil moisture, and temperature were measured, and litter samples were collected. In addition, rainfall data for the region were also obtained. The CO2 fluxes obtained ranged from 0.37 to 28.55 μmol CO2 m-2 s-1, with a total average of 6.20 μmol CO2 m-2 s-1. In broad analysis, soil variables did not show significant correlations with CO2 emissions. A positive relationship between flux and litter and soil temperature, as well as a negative relationship with its moisture, were observed only in a few months and specific systems. A produção de dióxido de carbono (CO2) do solo de várzea está relacionada às atividades biológicas, interagindo com sua dinâmica de inundação e manejo. Compreender a forma pela qual práticas de manejo de açaizais afetam as dinâmicas da produção de CO2 é importante, pois elas podem aumentar a emissão em relação à floresta. O objetivo do trabalho foi quantificar o fluxo de CO2 do solo hidromórfico de várzea sob diferentes manejos de açaizais, analisando suas relações com a deposição de serapilheira, ambiente do solo e o período do ano. Realizado no município de Mazagão-AP, foram selecionadas quatros áreas de açaizais com diferentes tipos de manejos. Durante o período avaliado (out/2012, nov/2012, dez/2012, fev/2013, mar/2013 e abr/2013), abrangendo períodos sem inundação (verão amazônico) e com inundação (inverno), foram medidos o fluxo de CO2, umidade e temperatura do solo, e deposição de serapilheira. Além disso, também foram obtidos dados de precipitação da região. O fluxo de CO2 variou de 0,37 a 28,55 μmol CO2 m-2 s-1, com média de 6,20 μmol CO2 m-2 s-1. No geral, as variáveis do solo não apresentaram correlações significativas com a emissão de CO2. Apenas em alguns meses e em sistemas específicos, observou-se relação positiva do fluxo com a serapilheira e temperatura do solo e relação negativa com sua umidade.
Thesagro: Respiração do Solo
Euterpe Oleracea
Data Created: 2021-11-25
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPAF-AP)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CPAF-AP-2021-Carbon-emissions-in-hydromorphic-soils.pdf846,28 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace