Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1137739
Title: Caracterização do ciclo de maturação dos frutos e da qualidade da bebida de clones superiores de Coffea canephora das variedades botânicas "Conilon" e "Robusta".
Authors: SOUZA, C. A. de
Affiliation: CAROLINA AUGUSTO DE SOUZA, Universidade Federal de Rondônia (UNIR).
Date Issued: 2017
Citation: 2017
Pages: 79 f.
Description: O café pertence ao gênero Coffea, e possui duas espécies de importância econômica o C.arabica e o C.canephora, é a bebida, mais consumida no mundo depois da água. O estado de Rondônia é o quinto maior produtor de café do Brasil, sendo o segundo maior da espécie C. canephora que apresenta duas variedades botânicas distintas: o Conilon e o Robusta. A qualidade da bebida é uma característica influenciada tanto pelo genótipo quanto pelo ambiente, cafés que apresentam qualidade superior possuem maior valor econômico. A maturação dos frutos influência diretamente na qualidade da bebida assim a colheita deve ser realizada com o máximo de frutos maduros possível, a uniformidade de maturação e dependente do genótipo da planta. Diante da importância social e econômica da cafeicultura no estado de Rondônia, o objetivo por meio desse trabalho é caracterizar os componentes genético do ciclo de maturação dos frutos e caracterizar a qualidade da bebida de 130 clones superiores de Coffea canephora . Para isso foram avaliados o número de dias e a soma térmica para a maturação dos frutos, ao longo de 36 meses, em delineamento de blocos ao acaso com seis repetições de quatro plantas por parcela no município de Ouro Preto do Oeste - RO. Os valores genotípicos e os componentes de variância foram estimados utilizando-se métodos de Máxima Verossimilhança Restrita (REML) e Melhor Predição Linear Não Viesada (BLUP) e a dissimilaridade entre os genótipos foram quantificada utilizando técnicas de agrupamento hierárquico. A classificação da bebida foi realizada conforme o Protocolo de Degustação de Robusta Finos, que também considera os nuances da bebida. As estimativas dos parâmetros genéticos indicam maior acurácia da soma térmica para estimar o ciclo de maturação dos frutos, e uma predominância do efeito genotípico na expressão dessa característica. No dendrograma foi possível observar três grupos de maturação distintos que se mantiveram ao longo do tempo. Também foram observados genótipos (20%) que apresentaram mudanças em sua classificação devido à ação do ambiente. As médias finais classificaram a variedade botânica Robusta e os híbridos intervarietais como cafés de bebida Prêmio, e a variedade botânica Conilon como Boa qualidade usual. Observou-se que os nuances da variedade botânica Conilon foram predominantemente neutros (78%), em comparação com a variedade botânica Robusta e de híbridos intervarietais que apresentaram 50% e 44% espectivamente de suas bebidas divididas entre os nuances frutado, exótico ou suave. Os parâmetros genéticos indicam que o componente genético foi predominante ao ambiental tanto na expressão do ciclo de maturação quanto nos atributos de qualidade do café. Observou variabilidade genética na população avaliada, exceto para os atributos uniformidade e limpeza da bebida. A variabilidade genética observada entre as variedades botânicas subsidia o desenvolvimento de novos materiais de maior uniformidade de maturação de frutos e com diferentes qualidades de bebida. The coffee belongs to the genus Coffea, and has two species of economic importance the C.arabica and the C.canephora, currently is the beverage, the most consumed in the world after water. The state of Rondônia is the fifth largest producer of coffee in Brazil, being the second largest of the species C. canephora which features two varieties of plants: the Conilon and Robusta. The quality of the beverage is a characteristic influenced by both the genotype and the environment, higher quality coffees have a higher economic value. The maturation of the fruits directly influence on the quality of the drink so the harvest should be performed with the maximum of ripe fruits as possible, the uniformity of ripeness and dependent on the genotype of the plant. In the face of the social and economic importance of coffee growers in the state of Rondônia and the lack of research geared toward the quality of the drink, the goal is to characterize the genetic components of the fruit ripening cycle and characterize the quality of the drink of 130 clones of Coffea canephora . For this, the number of days and the thermal time for fruit ripening, were evaluated over 36 months in design of randomized blocks with six replicates of four plants per plot in Ouro Preto do Oeste - RO. The genotypic values and the variance components were estimated using methods of Restricted Maximum Likelihood (REML) and Best Linear not Unbiased Prediction (BLUP) and the dissimilarity among genotypes quantified using hierarchical clustering techniques. The beverage classification was performed according to the Robusta Cupping Protocols, which also considers the nuances of the beverage. Estimates of genetic parameters indicate greater accuracy of thermal time to estimate the fruit ripening cycle, and a predominance of the genotypic effect on the expression of this trait. In the dendrogram it was possible to observe three different fruit ripening groups, which maintained over time. They were also observed genotypes (20%) that changed their classification due to the environmental effect. The final mean values classified the Robusta botanical variety and the intervarietal hybrids as coffees with a premium beverage, and the Conilon botanical variety as usual good quality. The nuances of the Conilon botanical variety were found to be predominantly neutral (78%), as compared to the Robusta botanical variety and the intervarietal hybrids, which exhibited 50% and 44% of their beverages, respectively, with fruit-like, exotic, or mild nuances. The genetic parameters indicate that the genetic component was predominant in both environmental in the expression of the ripening cycle as in the attributes of the coffee quality. Genetic variability was observed in the population evaluated, except for the Uniform Cups and Clean Cups beverage attributes. The observed efficiency of selection associated and the clustering of genotypes with similar ripening cycles subsidize the development of new materials of greater uniformity of fruit ripening and with different qualities of beverage.
Thesagro: Café Robusta
Coffea Canephora
Maturação
Fruto
Bebida
Qualidade
Keywords: Café Conilon
Western Amazon.
Híbrido intervarietal
Intervarietal hybrids
Fruit ripening
Beverage quality
Ouro Preto do Oeste (RO)
Rondônia
Amazônia Ocidental
Language: Portugues
Notes: Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente) - Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente, Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho. Orientador: Rodrigo Barros Rocha.
Type of Material: Teses
Access: openAccess
Appears in Collections:Tese/dissertação (CPAF-RO)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
cpafro-18645.pdf1,26 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousGoogle BookmarksMySpace