Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1138894
Title: Desempenho vegetativo de tangerineira 'PONKAN' sobre diferentes porta-enxertos em Sinop, MT.
Authors: CAVALCANTI, A. H. V.
SILVA, B. A. H. da
RONCATTO, G.
BOTELHO, S. de C. C.
MENECKELLI, F.
ROMANO, M. R.
Affiliation: AMANDA HEBERLE VERZUTTI CAVALCANTI, UFMT, Sinop-MT; BRUNA AKEMY HASHIMOTO DA SILVA, UFMT, Sinop-MT; GIVANILDO RONCATTO, CPAMT; SILVIA DE CARVALHO CAMPOS BOTELHO, CPAMT; FÁBIO MENECKELLI, EMPAER, Sinop-MT; MARCELO RIBEIRO ROMANO, CNPMF.
Date Issued: 2021
Citation: In: ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIAS AGROSSUSTENTÁVEIS, 5.; JORNADA CIENTÍFICA DA EMBRAPA AGROSSILVIPASTORIL, 10., 2021. Sinop. Resumos... Brasília, DF: Embrapa, 2021. p. 33.
Description: A tangerineira 'Ponkan' destaca-se entre as variedades cítricas de mesa, pelo amplo cultivo e alto valor de mercado. É a cultivar do grupo das tangerineiras mais difundida no país. Apesar de ter boa aceitação comercial e ser a preferida entre os citricultores pelo tamanho e qualidade do fruto, a tangerineira 'Ponkan' tem casca pouco aderente, que leva a expressivas perdas pós-colheita, principalmente pelas injúrias na fruta durante o transporte para comercialização. Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o crescimento vegetativo da tangerineira 'Ponkan' sobre 16 porta-enxertos, em pomar experimental com 3,5 anos de idade. Os porta-enxertos foram gerados pelo Programa de Melhoramento Genético de Citros da Embrapa Mandioca e Fruticultura - PMG Citros e avaliados em Sinop, MT. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados (DBC), quatro repetições e dezesseis tratamentos. As parcelas foram constituídas por cinco plantas. Os dados foram submetidos à ANOVA e as médias ao teste de Scott-Knott à 5% de significância. Avaliou-se os seguintes caracteres: altura de planta (H), diâmetro do caule 10 cm acima (Ds) e 10 cm abaixo (Di) da linha de enxertia, relação Di/Ds, diâmetro (Dc) e volume da copa (V), este calculado pela fórmula: V=2/3 x [(π x D/4) x H]. Os porta-enxertos não mantiveram padrão de agrupamento de médias para as variáveis analisadas. As médias para Dc e Di/Ds se agruparam em três grupos, Di e V em quatro e Ds e H distinguiu as médias dos porta-enxertos em cinco grupos. Os porta-enxertos citrandarin 'Indio' e citrandarin 'San Diego' destacaram-se por induzir vigor vegetativo à copa de tangerineira 'Ponkan' e lideraram os agrupamentos com as maiores médias para todas as variáveis, com exceção de Di/Ds. O grupo com maiores médias de H reuniu oito porta-enxertos com média de 3,92 m. O híbrido TSKC x CTCM 008 mostrou potencial nanicante (2,09 m) com redução de 50% da altura média das plantas do grupo superior. Os híbridos LCR x TR 001 e HTR 069, apesar de superarem o 008 em altura, formaram os grupos de menores médias para Ds, Di, Dc e Vc. Esses híbridos, 001 e 069, apresentaram relação Di/Ds acima de 1,3, indicando pode estar ocorrendo incompatibilidade com a copa de tangerina 'Ponkan'.
Thesagro: Altura
Diâmetro
Hibrido
Tangerina
Ponkan
Porta Enxerto
Keywords: Volume da copa
Cultivar
Sinop-MT
Language: Portugues
Type of Material: Anais e Proceedings de eventos
Access: openAccess
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CPAMT)


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace