Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1138930
Title: Fluxos de gases de efeito estufa do solo com adição de resíduos de curral em sistema silvipastoril.
Authors: MISSIATTO, J. V. F.
BARROS JÚNIOR, J. H.
MOHR, D. M.
SILVA, B. R. da
NASCIMENTO, A. F. do
Affiliation: JOÃO VÍTOR FANTIN MISSIATTO, UFMT, Sinop-MT; JEOVÁ HERCULANO BARROS JÚNIOR, UFMT, Sinop-MT; DANIELA MARIA MOHR, UFMT, Sinop-MT; BRUNO RAFAEL DA SILVA, CPAMT; ALEXANDRE FERREIRA DO NASCIMENTO, CPAMT.
Date Issued: 2021
Citation: In: ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIAS AGROSSUSTENTÁVEIS, 5.; JORNADA CIENTÍFICA DA EMBRAPA AGROSSILVIPASTORIL, 10., 2021. Sinop. Resumos... Brasília, DF: Embrapa, 2021. p. 44.
Description: A pecuária é uma das grandes responsáveis pela emissão de gases de efeito estufa (GEE) como dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (N2O). Além das emissões de CH4 da fermentação entérica, os dejetos desses animais constituem uma importante fonte de GEE, por isso considerado como uma fonte a parte nos inventários do setor agropecuário. Este trabalho tem como objetivo avaliar as emissões de GEE do solo com adição de resíduos de curral em sistema silvipastoril. O experimento foi conduzido em uma área de 0,41 ha com renques de eucalipto (Eucalyptus urograndis H13) em linhas triplas espaçadas em 15 m e capim Ipyporã (Urochloa brizantha cv.) nos entrerrenques, na Fazenda Experimental da Embrapa Agrossilvipastoril, Sinop, MT. Para isso 8 câmaras automáticas estáticas ventiladas foram instaladas na pastagem de capim Ipyporã, sendo que 4 delas receberam 1,43 kg câmara-1 de dejetos de curral de ordenha (fezes, urina e água) e outras 4 não receberam dejetos. As coletas foram realizadas de maneira automática e as determinações das concentrações de CH4 e N2O foram realizadas em Cromatógrafo Gasoso equipado com FID (Detector de ionização de chama) e ECD (Detector por captura de elétrons) e o CO2 em analisador de gás LI-COR com IR (Infravermelho). Os dados foram coletados no dia seguinte a adição dos dejetos, no período entre 8:00 h e 11:00 h, foram realizadas 4 repetições por tratamento (0 min, 15 min, 30 min e 45 min). A calibração do sistema foi realizada utilizando-se 3 misturas padrões contendo concentrações conhecidas dos GEE avaliados. Os fluxos foram então calculados considerando as mudanças nas concentrações dentro das câmaras ao longo do tempo. Os resultados foram submetidos a Análise de Variância (Anova). A Anova mostrou que os tratamentos foram diferentes ao nível de probabilidade de 1% (p<0,01) para todos os gases. As médias encontradas, sem e com dejetos, respectivamente, foram: 13,61 &#956;g N-N2O m-2 h-1 e 195,58 &#956;g N-N2O m-2 h-1; 0,26 &#956;g C-CH4 m-2 h-1 e 11740,20 &#956;g C-CH4 m-2 h-1; 18,25 mg C-CO2 m-2 h-1 e 173,40 mg C-CO2 m-2 h-1. Os fluxos de N2O aumentaram mais de 14 vezes com a adição de resíduos na pastagem, os de CH4 mais de 45 mil vezes e os de CO2 cerca de 9,5 vezes. Os resultados corroboram que os fluxos de GEE do solo que recebem resíduos de curral são mais elevados do que os fluxos do solo em sua forma natural, sendo assim, se faz necessário buscar medidas que possam mitigar tais emissões.
Thesagro: Efeito Estufa
Solo
Cromatografia
Integração
Resíduo Orgânico
Dióxido de Carbono
Eucalipto
Eucalyptus spp
Capim Urochloa
Keywords: Eucalyptus urograndis
Sistema silvipastoril
Sistema integrado de produção
Capim Ipyporã
IPF
Integração pecuária-floresta
Sinop-MT.
Language: Portugues
Type of Material: Anais e Proceedings de eventos
Access: openAccess
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CPAMT)


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace