Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/11659
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Meio Ambiente - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 1993
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: OLIVEIRA, S. H. F.
VALARINI, P. J.
RECCO, C. A. V.
Additional Information: S. H. F. OLIVEIRA; PEDRO JOSE VALARINI, CNPMA; C. A. V. RECCO, INSTITUTO BIOLÓGICO-SP.
Title: Controle químico do crestamento bacteriano comum do feijoeiro.
Publisher: Fitopatologia Brasileira, v.18, p.295, ago. 1993. Suplemento.
Language: Portugues
Keywords: Crestamento bacteriano
Xanthomonas campestris pv
phaseoli
Description: Dois ensaios foram conduzidos com a cultura do feijão, cultivares IAC-Carioca e Emgopa Ouro, em Paulinia, SP, safra da seca-92, visando o controle químico do crestamento bacteriano comum. Os produtos pulverizados em três épocas (dose de p.c./ha) foram: kasugamicina 20% - 3,0 l, mancozeb 80% + oxicloreto de cobre 84% + 2,0 kg + 2,5 kg (mistura preparada 90 minutos antes da aplicação), mancozeb 80% + oxicloreto de cobre 84% - 2,5 kg (mistura preparada no momento da aplicacao), clorotalonil 25% + oxicloreto de cobre 30% - 2,5 kg e oxicloreto de cobre 84% - 2,5 kg. Xanthomonas campestris pv. phaseoli foi inoculada três dias após a primeira aplicacao dos produtos, cujo inoculo foi obtido a partir de folhas infectadas. A avaliação dos sintomas baseou-se na leitura de 15 folhas e vagens/parcela tomadas ao acaso na altura do terço inferior da planta, seguindo uma escala de notas de 1 a 6 (0 - 100% de infecção) e de 1 a 4 (1 a 50% de infecção), respectivamente. Houve efeito dos produtos no controle da bacteriose, porem, a eficiência de controle foi baixa. Na primeira avaliação somente oxicloreto de cobre não diferiu da testemunha. Na segunda leitura de folhas, os tratamentos com mancozeb + cobre foram os mais eficazes, seguidos de clorotalonil + oxicloreto de cobre; kasugamicina nao diferiu da testemunha. Nas vagens, todos os produtos foram semelhantes entre si e diferentes da testemunha. O cultivar Emgopa Ouro apresentou maior suscetibilidade ao crestamento do que o IAC-Carioca.
Thesagro: Bactéria
Controle Químico
Feijão
Doença
Data Created: 1994-04-01
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPMA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1993AP004-Valarini-Controle-2294.PDF2,16 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace