Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/133947
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Semiárido - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 11-Mai-2000
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: RESENDE, G. M. de
Informaçães Adicionais: GERALDO MILANEZ DE RESENDE, CPATSA.
Título: Caracteristicas produtivas de cultivares de batata-doce em duas epocas de colheita, em Porteirinha-MG.
Edição: 2000
Fonte/Imprenta: Horticultura Brasileira, Brasilia, DF. v. 18,n. 1,p. 68-71, mar. 2000.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Batata doce
Variedade
Raiz tuberosa
Produtividade
Ipomoea batatas
Sweet potato
Varieties
Root tuber
Yields
Conteúdo: Com o objetivo de avaliar a produtividade e a qualidade de raizes de cultivares de batata-doce e identificar a melhor epoca de colheita, conduziu-se um experimento no Campo Experimental do Gorutuba, em Porteirinha-MG, de novembro de 1990 a junho de 1991. Foram estudadas cinco cultivares de batata-doce (Brazilandia Branca, Brazilandia Rosada, Brazilandia Roxa, Princesa e Paulistinha) e duas epocas de colheita (150 e 200 dias apos plantio), arranjadas em esquema fatorial 5x2, no delineamento experimental de blocos casualizados, com cinco repeticoes. Verificou-se, para a colheita aos 150 dias apos o plantio, que a cultivar Brazilandia Branca foi 62,7% mais produtiva (22,84 t/ha) que a cultivar Brazilandia Roxa (14,33 t/ha), a menos produtiva. Aos 200 dias de ciclo, a cultivar Paulistinha foi a mais produtiva (54,50 t/ha), sendo a menor produtividade apresentada pela cultivar Brazilandia Rosada (55,0% menos produtiva que a cultivar Paaulistinha). A cultivar Brazilandia Roxa apresentou maior producao de refugos, de 7,76 e 12,38 t/ha, respectivamente, para a colheita aos 150 e aos 200 dias apos o plantio. Para peso medio de raiz, houve uma variacao de 220,12 a 504,95 g, sendo que todas as cultivares apresentaram maior porcentagem de raizers graudas (400-800 g/raiz), quando colhidas mais tardiamente. Recomenda-se a colheita das cultivares Paulistinha, Brazilandia Rosada e Brazilandia Branca aos 150 dias apos o plantio, pelo tamanho maior de raizes preferidas pelo consumidor. Ja para a cultivar Princesa, em funcao da sua menor producao de raizes tipo 2 (400 a 800 g/raiz) comparativamente as cultivares anteriores, sua colheita pode ser feita de 150 ate 200 dias apos o plantio. A cultivar Brazilandia Roxa apresentou melhor desempenho quando colhida aos 200 dias apos o plantio.
Thesagro: Batata doce
NAL Thesaurus: Root tuber
Ano de Publicação: 2000
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CPATSA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Geraldo2000.pdf129,69 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace