Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/15384
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Meio Ambiente - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 14-Mai-2007
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: RANGEL, O. J. P.
SILVA, C. A.
BETTIOL, W.
DYNIA, J. F.
Informaçães Adicionais: O. J. P. RANGEL, Departamento de Ciência do Solo/UFLA; C. A. SILVA, Departamento de Ciência do Solo/UFLA; WAGNER BETTIOL, CNPMA; J. F. DYNIA.
Título: Efeito de aplicações de lodos de esgoto sobre os teores de metais pesados em folhas e grãos de milho.
Edição: 2006
Fonte/Imprenta: Revista Brasileira de Ciência do Solo, Campinas, v. 30, n. 3, p. 583-594, maio/jun. 2006.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Lodo de esgoto
Efeito.
Conteúdo: O lodo de esgoto é uma fonte importante de nutrientes para as culturas; contudo, os teores de metais pesados em sua constituição podem limitar seu uso em solos agrícolas. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de doses de lodos de esgoto oriundos das Estações de Tratamento de Esgoto de Barueri (LB) e de Franca (LF), SP, sobre os teores de metais pesados em folhas e grãos de milho. O experimento foi realizado no Campo Experimental da Embrapa Meio Ambiente, em Jaguariúna (SP), no período de 1999 a 2001. Foram realizados três cultivos sucessivos de milho, com os seguintes tratamentos: testemunha absoluta; adubação mineral (NPK) recomendada para a cultura do milho, lodo de esgoto com base no teor de N para fornecer uma, duas, quatro e oito vezes a dose de N da adubação mineral. Avaliaram-se os teores totais (digestão nítrico-perclórica) de Cu, Mn, Ni, Pb e Zn em folhas e grãos de milho. A aplicação sucessiva dos lodos de esgoto acarretou aumento nos teores de Mn e Zn em folhas e grãos de milho. Em relação ao tratamento testemunha, a aplicação da dose mais elevada do LB (8LB) promoveu um incremento de até 270 e 625 % e de 35 e 115 % nos teores de Mn e Zn, respectivamente, nas folhas e grãos de milho. As folhas apresentaram maiores teores de metais pesados do que os grãos, o que envolve maior possibilidade de transferência de metais para a cadeia alimentar, caso essa parte da planta seja consumida. Essa elevação nos teores de metais pesados em folhas e grãos de milho, até à terceira aplicação dos lodos, não foi suficiente para atingir os níveis considerados fitotóxicos para o milho, tampouco para inviabilizar o uso dos grãos para o consumo humano.
Thesagro: Milho
Metal pesado
Fertilizante
Nutriente
Adubo de Esgoto.
Ano de Publicação: 2006
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPMA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2006AP021.pdf261,2 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace