Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/159429
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Semiárido - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2006
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: OLIVEIRA, M. B. L. de
SANTOS, A. J. B.
MANZI, A. O.
ALVALÁ, R. C. dos S.
CORREIA, M. de F.
MOURA, M. S. B. de
Additional Information: MAGNA SOELMA BESERRA DE MOURA, CPATSA.
Title: Trocas de energia e fluxo de carbono entre a vegetação de caatinga e atmosfera no Nordeste brasileiro.
Publisher: Revista Brasileira de Meteorologia, v. 21, n. 3b, p. 378-386, 2006.
Language: pt_BR
Keywords: Covariância de vórtices turbulentos
Fluxo
Região Semi-Árida.
Description: Neste estudo foram avaliadas as variações sazonais dos fluxos de dióxido de carbono, de vapor de água e de energia em área de caatinga nativa, no nordeste do Brasil. A taxa de evapotranspiração (LE) do sistema é muito baixa tanto na estação seca quanto na estação chuvosa devido à baixa disponibilidade de água na região, com valores próximos de zero no final da estação seca. Durante a estação seca, cerca de 60 % da energia disponível (Rn) foi utilizada para aquecer o ar (H) e LE correspondeu a 10% de Rn, em média. Durante a estação chuvosa essas taxas foram, respectivamente, 46 e 17%. Quanto ao fluxo de CO2, o ecossistema atua como sumidouro de CcO2 no início da estação seca, quando o solo ainda contém umidade decorrente da estação chuvosa anterior, bem como na estação chuvosa. Já no final da estação seca, quando os estômatos se fecham e há uma redução significativa no folhedo em função do déficit hídrico, a taxa de fotossíntese torna-se nula e o sistema passa a atuar como fonte de CcO2.
Thesagro: Caatinga
Carbono
Evapotranspiração.
Data Created: 2007-09-13
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
OPB1338.pdf2,4 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace