Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/160498
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Semiárido - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 29-Jan-2008
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: GALDINO, J. J.
MORAES, A. T. de
SILVA, C. A. G. da
SILVA, E. J. da
SILVA, E. A. R.
MENDES, A. M. S.
SILVA, D. J.
Informaçães Adicionais: José Joelson Galdino, CPATSA; Abílio Teixeira de Moraes; Carlos Anailton Gomes da Silva, CNPq; Edivam José da Silva; Ernane Augusto Reges Silva, CNPq; ALESSANDRA MONTEIRO SALVIANO MENDES, CPATSA; DAVI JOSE SILVA, CPATSA.
Título: Liberação de potássio por rochas silicáticas em diferentes doses e tempos de incubação: interação entre matéria orgânica e calagem.
Edição: 2007
Fonte/Imprenta: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMI-ÁRIDO, 2., 2007, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semi-Árido, 2007.
Série: (Embrapa Semi-Árido. Documentos 205)
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Solo
Potássio
Esterco
Curva de incubação
Rochas silicáticas
Matéria orgânica
Conteúdo: Este trabalho teve por objetivo avaliar o efeito da calagem na liberação de potássio por rochas silicáticas, na presença de matéria orgânica, em função do tempo de incubação. Avaliou-se a liberação de K pelas rochas silicáticas: biotita-xisto (BX), brecha piroclástica (BP), ultramáfica alcalina (UA) e flogopitito (FP). Foram aplicadas as doses de 50, 100 e 200 mg dm-3 de K, incubando-se por 90 dias, coletando-se amostras de solo aos 0, 15, 30, 45, 60 e 90 dias de incubação para obtenção da curva de liberação de K. Foram realizados dois ensaios: um na ausência e outro na presença de calagem, ambos submetidos à aplicação de 2,5 cm3 de esterco (bovino+caprino) por dm3 de solo. Cada ensaio constituiu um fatorial 4 x 3 x 6, sendo quatro rochas silicáticas, três doses de K e seis tempos de coleta, dispostos no delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições. A unidade experimental foi constituída por vasos plásticos contendo 350 cm3 de solo. Conclui-se que a matéria orgânica aumentou consideravelmente as concentrações de K disponível no solo estudado e que aos 60 dias de incubação ocorreu uma redução da liberação de K pelas rochas tanto na presença quanto na ausência de calagem.
Ano de Publicação: 2007
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATSA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
OPB1592.pdf787,05 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace