Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/17047
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Monitoramento por Satélite - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 29-Abr-2004
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: SOARES DE MELLO, J. C. C. B.
GOMES, E. G.
MEZA, L. A.
BIONDI NETO, L.
Informaçães Adicionais: 1: UFF; 2: Embrapa Monitoramento por Satélite; 3: UVA; 4: UERJ.
Título: Índice de eficiência em fronteiras DEA nebulosas.
Edição: 2003
Fonte/Imprenta: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PESQUISA OPERACIONAL E OS RECURSOS RENOVÁVEIS, 35., 2003, Natal. Anais... Natal: UFRGN, 2003.
Páginas: p. 310-322.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: DEA
conjuntos nebulosos
indíce de eficiência nebulosa
Conteúdo: A fronteira DEA nebulosa surge em situações nas quais uma das variáveis (input ou output) apresenta um certo grau de incerteza na medição, sem que se assuma que os valores obedecem a alguma distribuição de probabilidade. A fronteira eficiente é construída considerando-se os limites de incerteza, isto é, os menores e maiores valores possíveis de serem assumidos pela variável afetada pela incerteza de medição. Dessa forma, constrói-se uma região em relação à qual as DMUs possuem um certo grau de pertinência. Para calcular o grau de pertinência são construídas fronteiras otimistas e pessimistas. Como o grau de pertinência não é uma medida de eficiência, é introduzido o conceito de fronteira invertida que permite calcular um índice de eficiência difuso. Os desenvolvimentos propostos são aplicados ao caso da avaliação de eficiência das opções de ligação aérea Rio-São Paulo
Ano de Publicação: 2003
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPM)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
1154.PDF2,54 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace