Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/17587
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Monitoramento por Satélite - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 4-Mai-2007
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: SORIANO, B. M. A.
CRISPIM, S. M. A.
RODRIGUES, C. A. G.
Informaçães Adicionais: B. M. A. SORIANO; SANDRA MARA ARAUJO CRISPIM, CPAP; CRISTINA APARECIDA G RODRIGUES, CNPM.
Título: Caracterização microclimática em áreas de campo limpo, na sub-região da Nhecolândia, Pantanal, MS
Edição: 2004
Fonte/Imprenta: In: SIMPÓSIO SOBRE RECURSOS NATURAIS E SÓCIO-ECONOMICOS DO PANTANAL CORUMBÁ/MS, 4., 2004, Corumbá, MS. Resumos, Corumbá: SIMPAN, 2004.
Páginas: 1 p.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Elementos climáticos
Variação estacional.
Conteúdo: Este trabalho foi parte de um projeto de pesquisa que teve como objetivo caracterizar e avaliar a ecofisiologia das pastagens nativas e correlacionar com fatores ambientais. Dentre os fatores ambientais, os elementos climáticos, especialmente a precipitação pluvial exerce grande influência sobre as pastagens. Este estudo teve como objetivo caracterizar o microclima de pastagens nativas na sub-região da Nhecolândia, Pantanal, MS. Em 2002, foram selecionadas áreas de campo limpo, localizadas em duas invernadas (1 e 2) na fazenda Nhumirim (latitude 18°59?19.86 S, longitude 56°37?21.74 W, altitude 97 m), foram instalados registradores automáticos, onde coletou-se dados climáticos diários de precipitação pluvial, temperatura e umidade relativa do ar. Comparando os dados de chuva acumulada durante o ano, na invernada 1 com a invernada 2, observou-se que os totais anuais registrados foram 877,6 mm e 725,8 mm, respectivamente. Analisando-se o período chuvoso, que se inicia em outubro e estende-se até março, verificou-se que na invernada 1 ocorreu maior volume de chuvas, num total de 725,8 mm, contra 613,6 mm na invernada 2. A temperatura média anual do ar registrada na invernada 1 foi 25,9 °C, variando de 20,8 °C (julho) a 29,1 °C (novembro). A umidade relativa média anual do ar foi 75,9%, variando de 64% (novembro) e 85,8% (fevereiro). Na invernada 2, a temperatura média anual do ar foi 26,1 °C, variando de 21,0 °C (julho) a 9,4 °C (novembro). A umidade relativa do ar foi 74,2%, variando de 61,9% (novembro) e 84,8% (fevereiro). Verificou-se que os elementos climáticos sofreram variação estacional. No entanto, dentro de uma mesma época (outubro a março), observou-se que a precipitação pluvial não teve comportamento semelhante nas áreas de campo limpo (invernadas 1 e 2), com uma diferença maior que 100 mm. Como a precipitação tem grande influência sobre o comportamento produtivo das pastagens, esta deve ser monitorada continuamente e de preferência em cada invernada.
Thesagro: Microclima
Pastagem Nativa.
Ano de Publicação: 2004
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPM)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
1938.pdf32,96 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace