Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/213844
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Arroz e Feijão - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2005
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: BARBOSA FILHO, M. P.
FAGERIA, N. K.
SILVA, O. F. da
Additional Information: MOREL PEREIRA BARBOSA FILHO, CNPAF
OSMIRA FATIMA DA SILVA, CNPAF.
NAND KUMAR FAGERIA, CNPAF
Title: Fontes, doses e parcelamento da adubação nitrogenada em cobertura para feijoeiro comum irrigado.
Publisher: Ciência e Agrotecnologia, v. 29, n. 1, p. 69-76, jan./fev. 2005.
Language: pt_BR
Keywords: Fertilizantes nitrogenados
Sistema de cultivo irrigado
Rotação de culturas.
Description: A adoção de sistemas conservacionistas de preparo de solo aumentou consideravelmente nos últimos anos, e uma das tecnologias demandadas nesses sistemas refere-se ao manejo da adubação de cobertura com nitrogênio. Assim, desenvolveu-se por três anos consecutivos, dois experimentos em um Latossolo Vermelho distroférrico, com os objetivos de comparar os efeitos de diferentes doses de N (uréia e sulfato de amônio) e determinar a necessidade de parcelamento do N durante o ciclo do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.). Os critérios de avaliação foram o rendimento de grãos e a análise financeira. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados com parcelas subdivididas, sendo as parcelas formadas pelas doses de N (0, 60, 90, 120 e 150 kg ha-1 de N) e as subparcelas pelo número de aplicações de N em cobertura (P1 = aplicação aos 30 dias após emergência das plântulas (dae), P2 = aos 15 e 30 dae e P3 = 15, 30 e 45 dae). A uréia constituiu um experimento e o sulfato de amônio outro. Realizou-se a comparação entre as duas fontes por meio da análise conjunta dos experimentos. A uréia e o sulfato de amônio não diferiram significativamente, em termos de rendimento de grãos nas safras de 1999 e 2001. A aplicação do N duas ou três vezes resultou em um rendimento de grãos significativamente maior do que a aplicação apenas uma vez, aos 30 dae. A dose pode variar de 120 a 150 kg ha-1 de N, sendo a uréia o fertilizante que apresentou maior margem de lucro.
Thesagro: Cultivo Mínimo
Feijão
Phaseolus Vulgaris.
Data Created: 2006-01-27
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPAF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAv29n1barbosa.pdf71,6 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace