Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/214937
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Arroz e Feijão - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2007
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: SILVA, G. B.
ZAMBOLIM, L.
PRABHU, A. S.
ARAÚJO, L. G.
ZIMMERMANN, F. J. P.
Additional Information: GISELE BARATA DA SILVA, Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém-PA; LAÉRCIO ZAMBOLIM, Universidade Federal de Viçosa, MG; ANNE SITARAMA PRABHU, CNPAF; LEILA GARCÊS DE ARAÚJO, Universidade Estadual de Goiás; FRANCISCO JOSE P ZIMMERMANN, CNPAF.
Title: Estimation of phenotypic diversity in field populations of Magnaporthe grisea from two upland rice cultivars.
Publisher: Fitopatologia Brasileira, v. 32, n. 1, p. 5-12, jan./feb. 2007.
Language: Portugues
Keywords: Dinâmica de população
Patótipos
Virulência
Description: Estimativa de diversidade fenotípica nas populações de Magnaporhe grisea de duas cultivares de arroz de terras altas A diversidade fenotípica de Magnaporthe grisea foi avaliada baseada em amostras de folhas com brusone coletadas de oito lavouras de arroz, 'Primavera' e 'Bonança', durante os anos de 2001/2002 e 2002/2003, no Estado de Goiás. O número de isolados de M. grisea, em cada lavoura, utilizado para teste de virulência variou de 28 a 47. Foram utilizados três diferentes índices baseados no tipo de reação em oito diferenciadoras internacionais e oito diferenciadoras brasileiras. A diversidade fenotípica das subpopulações de M. grisea de 'Primavera' e 'Bonança' foi semelhante pelos índices de Shannon, Simpson e Gleason. O índice de Simpson foi mais sensível do que Shannon e Gleason quanto ao número de patótipo e desvio padrão da freqüência utilizando diferenciadoras brasileiras. Entretanto, o índice de Gleason foi melhor quanto ao número de patótipos e desvio padrão da freqüência, considerando as diferenciadoras internacionais. O tamanho da amostra não influenciou significativamente os índices de diversidade. Os dois conjuntos de diferenciadoras utilizados nesse estudo evidenciaram diversidade fenotípica de diferentes maneiras em todas as oito subpopulações analisadas. A diversidade fenotípica, determinada pelas diferenciadoras brasileiras foi menor nas lavouras de 'Primavera' do que em 'Bonança', independente do índice, ano e local. Considerando as diferenciadoras brasileiras, as quatro subpopulações de 'Primavera' não mostraram distribuição uniforme, predominando apenas um patótipo nas subpopulações. A distribuição uniforme de patótipos foi observada em três subpopulações de 'Bonança'. A diversidade de patótipos de M. grisea foi determinada com maior precisão combinando as diferenciadoras brasileiras e o índice de Simpson.
Thesagro: Arroz
Brusone
Oryza Sativa
Pyricularia Oryzae
NAL Thesaurus: rice
Data Created: 2007-04-27
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPAF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
fb-2007.pdf405,75 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace