Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/282222
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 4-Nov-1996
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: STURION, J. A.
Informaçães Adicionais: EMBRAPA-URPFCS.
Título: Influência do recipiente e do método de semeadura na formação de mudas de Prunus brasiliensis Schott ex Spreng - fase de viveiro.
Edição: 1980
Fonte/Imprenta: Boletim de Pesquisa Florestal, Curitiba, n. 1, p. 76-88, dez. 1980.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Production.
Conteúdo: Mudas de Prunus brasiliensis Schott ex Spreng foram produzidas em dois tipos de recipientes (laminado de madeira e saco plástico) com duas dimensões (7 cm de diâmetro por 18 cm de altura e 6 cm de diâmetro por 14 cm de altura, respectivamente), através de semeadura direta e por repicagem. O experimento foi delineado segundo o modelo fatorial 23, em blocos ao acaso, com 4 repetições e parcelas de 36 plantas. Aos quatro meses após a semeadura quando as mudas atingiram dimensões adequadas para o plantio (em torno de 20 cm de altura e 0,24 cm de diâmetro do colo), procedeu-se a avaliação da altura total, diâmetro à altura do colo, peso seco da parte aérea e do sistema radicular das mudas, bem como, do número de mudas em condições de plantio. A análise estatística demonstrou o melhor resultado da semeadura direta, em sacos plásticos, com 6 cm de diâmetro e 14 cm de altura.
Thesagro: Muda
Semeadura.
Prunus Brasiliensis
NAL Thesaurus: sowing.
Ano de Publicação: 1980
ISSN: 0101-1057
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
jsturion2.PDF230,69 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace