Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/312814
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 9-Jan-2007
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: RAKOCEVIC, M.
STURION, J. A.
MEDRADO, M. J. S.
LAVORANTI, O. J.
MOSELE, S. H.
VALDUGA, A. T.
Título: Propriedades ecofisiológicas e produtivas com ferramenta para melhoramento genético de erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hill.).
Edição: 2005
Fonte/Imprenta: Boletim de Pesquisa Florestal, Colombo, n. 51, p. 109-130, jul./dez. 2005.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Condutância estomática
Herdabilidade
Transpiração
Valor genético.
Conteúdo: O trabalho teve por objetivos estimar parâmetros genéticos para 59 progênies de meios-irmãos de erva-mate, por ocasião da poda de formação, bem como avaliar propriedades ecofisiológicas para quatro progênies (P15, P18, P41 e P47) e duas testemunhas (P61 e P62) componentes de um teste combinado de procedências e progênies em Erechim, RS. As propriedades ecofisiológicas (condutância estomática (gs) ? mol m-2s-1, fotossíntese liquida (A) - ?mol CO2 m- 2s-1 e transpiração (E) ?mmol H2O m-2s-1) foram medidas durante um ano (de setembro de 2002 a agosto de 2003) em cinco épocas. Os componentes de variâncias, parâmetros genéticos e fenotípicos e valores genéticos (para dados de massa foliar coletados em poda de formação) foram obtidos através do programa genético - estatístico ?SELEGEN ? REML/BLUP?. A análise de parâmetros ecofisiológicos mostrou a sazonalidade de respostas, tornando-a importante na avaliação. A sazonalidade de troca gasosa acompanha a ocorrência de paradas e ondas de crescimento da erva-mate. As progênies P18 e P47, classificadas quanto ao valor genético, em quinto e 23o lugar, respectivamente, apresentaram maior A, maior economia de água (menor E com maior A) e maior sobrevivência, quando comparadas com P15 e P41, que ocuparam a 23a e a 40a posição, respectivamente. Com herdabilidade individual no sentido restrito de 22,7%, é necessário recorrer a métodos de seleção que utilizem, simultaneamente, as informações do indivíduo e da média de sua família, para melhorar o peso de massa foliar em planta de erva-mate. Houve coerência entre respostas genéticas na análise de massa foliar e análise ecofisiológica, o que sugere avaliar componentes ecofisiológicos acompanhando a avaliação de massa foliar ou/e massa total, no processo de seleção e melhoramento genético da erva-mate.
Thesagro: Fotossíntese.
Ano de Publicação: 2005
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
boletim51pag109130.pdf93,26 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace