Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/339745
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Solos - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 10-Dez-2008
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: CARVALHO JUNIOR, W. de
SCHAEFER, C. E. G. R.
CHAGAS, C. da S.
FERNANDES FILHO, E. I.
Informaçães Adicionais: WALDIR DE CARVALHO JUNIOR, CNPS; Carlos Ernesto G. R. Schaefer, Universidade Federal de Viçosa; CESAR DA SILVA CHAGAS, CNPS; Elpídio Inácio Fernandes Filho, Universidade Federal de Viçosa.
Título: Análise multivariada de argissolos da faixa atlântica brasileira.
Edição: 2008
Fonte/Imprenta: Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 32, n. 5, p. 2081-2090, set./out. 2008.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: domínio geomorfológico
análise discriminante.
Conteúdo: A faixa atlântica brasileira possui extrema diversidade ambiental, onde é expressiva a ocorrência de Argissolos, descritos e identificados em diversos estudos, sem que tenham sido exauridas as possibilidades de interpretações. O objetivo deste estudo foi avaliar, por meio da análise multivariada, as principais diferenças nos atributos físicos e químicos de Argissolos da faixa atlântica brasileira. Foram analisados 91 perfis de solos oriundos de levantamentos pedológicos realizados pelo Projeto RADAMBRASIL, agrupados em três domínios geomorfológicos distintos: Planaltos Soerguidos, Planaltos Rebaixados e Tabuleiros Costeiros, por meio da análise de componentes principais e análise de função discriminante. Para isso, foram selecionadas 14 variáveis para identificar as peculiaridades de cada grupo geomorfológico e suas principais diferenças. A análise dos componentes principais demonstrou que os cinco primeiros componentes respondem por aproximadamente 70 % da variação dos dados. A análise integrada confirmou que os Argissolos dos Planaltos Soerguidos são mais rasos, associando maiores taxas de erosão com menor espessura dos horizontes Bt, e são quimicamente pobres, embora mais rejuvenescidos e rasos. Já os Argissolos nos Planaltos Rebaixados, submetidos a um clima mais seco e, ou, sazonal que os situados nos Planaltos Soerguidos e Tabuleiros Costeiros, mostram-se menos intemperizados e com maior CTC. As análises realizadas (componentes principais e análise discriminante) permitem melhor entender as relações geomorfopedológicas dos Argissolos nos diferentes domínios estudados.
Thesagro: Argissolos.
Ano de Publicação: 2008
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
29.pdf1,29 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace