Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/397292
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 1995
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: VELOSO, C. A. C.
MURAOKA, T.
MALAVOLTA, E.
CARVALHO, J. G. de
Additional Information: CARLOS ALBERTO COSTA VELOSO, CPATU; CENA/USP; CENA/USP; ESALQ.
Title: Efeitos do alumínio em pimenteiras do reino (piper nigrum, L.) cultivadas em solução nutritiva.
Publisher: Scientia Agricola, Piracicaba, v. 52, n. 2, p. 368-375, maio/ago. 1995.
Language: pt_BR
Keywords: Pimenta-do-reino
Aluminium.
Description: A pimenteira do reino (Piper nigrum, L.) vem sendo cultivada, em sua maior parte, em áreas com solos de baixa fertilidade natural, caracterizadas por baixa saturação por bases, alta saturação de alumínio e acidez elevada. Visando estudar os efeitos do alumínio sobre a cultura foi conduzido um experimento com a cultivar Guajarina em solução nutritiva. As doses de alumínio estudadas foram: 0; 5; 10; 15; 20 e 40mg/L. O sintoma inicial de toxidez de alumínio foi caracterizado por um retardamento no crescimento radicular, com aumento no diâmetro das raízes. Observou-se efeito positivo do alumínio na produção de matéria seca com adição de até 15mg/L na solução, o que correspondeu a maior absorção de P, K, Ca, Mg, Mn, Fe e AL Conclui-se que a pimenteira é tolerante à presença de concentrações de Al inferiores a 20mg/L no substrato. Doses superiores provocam distúrbios nutricionais com redução no crescimento da planta
Thesagro: Absorção
Alumínio
Nutrição
Piper Nigrum
Toxidez.
NAL Thesaurus: absorption
nutrition
toxicity.
Data Created: 1996-04-30
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
27.pdf606.22 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace