Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/444622
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Soja - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 11-Nov-2003
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: FRANÇA-NETO, J. B.
MANDARINO, J. M. G.
CARVALHO, P. G. B.
YUYAMA, M. M.
KRZYZANOWSKI, F. C.
ZORATO, M. F.
HENNING, A. A.
COSTA, N. P.
Informaçães Adicionais: JOSE DE BARROS FRANCA NETO, CNPSO; JOSE MARCOS GONTIJO MANDARINO, CNPSO; FRANCISCO CARLOS KRZYZANOWSKI, CNPSO; ADEMIR ASSIS HENNING, CNPSO; NILTON PEREIRA DA COSTA, CNPSO.
Título: Efeito do enrugamento da semente de soja, causado por estresses térmico e hídrico, sobre a qualidade do grão de soja.
Edição: 1997
Fonte/Imprenta: Informativo ABRATES, Curitiba, v. 7, n. 1/2, p. 46, jul;/ago. 1997. Número especial, ref. 026.
Idioma: pt_BR
Notas: Edição do X Congresso Brasileiro de Sementes, 1997.
Conteúdo: RESUMO - É fato conhecido que a qualidade da semente de soja pode ser afetada pelo enrugamento causado por estresses hídricos e de altas temperaturas durante a fase de enchimento dos grãos. Esse enrugamento pode reduzir a qualidade do grão, levando a um deságio no preço pago aos produtores, quando o lote de grãos comercializado apresenta mais de 8,0% de sementes com sinais de enrugamento. Contudo, os efeitos desse problema sobre os componentes do grão de soja não são conhecidos em detalhes. Assim sendo, realizou-se um experimento com o objetivo de determinar os efeitos do enrugamento sobre a composição química do grão de soja, bem como sobre a qualidade do óleo deles extraído. Amostras dos tratamentos contendo zero%, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% de sementes enrugadas foram analisadas para: peso seco de 100 sementes; teores percentuais e quantitativos (gl1OOsementes) de proteína e de lipídeos; índice de acidez; e porcentagem de ácidos graxos livres do óleo. As análises foram feitas em triplicata e os dados obtidos para os parâmetros estudados em função dos tratamentos foram submetidos às análises de correlação e regressão. O aumento do percentual de grãos enrugados causou uma redução no peso seco de 100 sementes. Além disso, resultou num aumento do teor percentual de proteína, que ocorreu em função da redução do teor percentual de óleo. Entretanto, os teores quantitativos de proteína e de óleo, medidos em gl1OOsementes , foram reduzidos com o aumento no índice de enrugamento. A redução dos teores de óleo, em função do aumento do enrugamento, pode ser explicada pela sua degradação, indicada pelos aumentos do percentual de ácidos graxos livres e do índice de acidez do óleo. Em suma, o enrugamento dos grãos de soja, além de resultar em perdas significativas de qualidade fisiológica da semente, reduz a qualidade do grão, como resultado dos menores teores quantitativos de proteína e de lipídeos e do maior índice de acidez do óleo. Tais fatos justificam o deságio aplicado pela indústria em lotes com 8,0% ou mais de enrugamento de grãos.
Thesagro: Soja.
Ano de Publicação: 1997
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPSO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
id224410001.pdf391,46 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace