Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/444667
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Soja - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 31-Mar-1992
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: LEHMAN, P. S.
MACHADO, C. C.
TARRAGO, M. T.
Informaçães Adicionais: CNPSo - USAID; CARLOS CAIO MACHADO, IPA-RS; IPA-RS.
Título: Frequência e severidade de doenças da soja nos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
Edição: 1976
Fonte/Imprenta: Fitopatologia Brasileira, Brasília, DF, v.1, n.3, p.183-193, 1976.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Fitopatologia
Crestamento bacteriano
Brasil
Rio Grande do Sul
Santa Catarina
Soybean
Disease
Bacterial blight
Brown spot
Phytopathology.
Conteúdo: Nos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina foi observado um total de 104 lavouras durante um ciclo completo, em quatro epocas diferentes, onde se notou doenca em 100% das lavouras. As doencas que ocorreram mais frequentemente foram: crestamento bacteriano (Pseudomonas glycinea Coerper), mancha marrom (Septoria glycines Hemmi) e antracnose (Colletotrichum dematium var. truncata (Schw) Von Arx.), observadas respectivamente em 73, 65 e 57% das lavouras. A mancha-em-reboleira, causada principalmente por Rhizoctonia solani Khun, e frequentemente interagido com Fusarium oxysporum, tambem causou perdas severas nas regioes de producao mais importantes, especialmente na regiao do planalto. O mildio [Peronospora manshurica (Naoum) Syd.], detectado pela primeira vez no Rio Grande do Sul em 1969, ocorreu com uma frequencia de 25% e foi observado em todo o Estado. Olho-de-ra (Cercospora sojina Hara) foi encontrado em 11% das lavouras. Esta doenca e uma ameaca em potencial a producao de soja, pois ocorre nas regioes de plantio mais importantes e foi encontrada mais frequentemente no cultivar Bragg, o qual e o mais plantado em todo o Estado. Outros patogenos que foram observados com menor frequencia mas que podem se tornar problemas para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina sao: Diaporthe phaseolorum (Phomopsis spp.) 11%, Macrophomina phaseolina 5%, e Xanthomonas phaseoli var. sojense 5%. Analises de solo e raizes, realizadas durante a epoca de floracao, revelaram a presenca dos seguintes generos de nematoides: Meloidogyne, Pratylecnhus, Helicotylenchus, Hoplolaimus, Tylenchorhynchus, Trichodorus, Xiphinema, Criconemoides, Scutellonema e Longidorus.
Thesagro: Antracnose
Colletotrichum Dematium
Doença
Mancha Marrom
Pseudomonas Glycinea
Septoria Glycines
Soja.
NAL Thesaurus: Brazil.
Ano de Publicação: 1976
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPSO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ID13240001.pdf4,11 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace