Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/44886
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Pecuária Sudeste - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 12-Jun-2000
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: BARBOSA, P. F.
ALENCAR, M. M. de
DUARTE, F. A.
PACKER, I. U.
Título: Canalização de efeitos genéticos e ambientais para pesos e taxa de concepção em fêmeas da raça Canchim.
Edição: 2000
Fonte/Imprenta: In: RESUMOS DOS TRABALHOS APRESENTADOS NA CONVENÇÃO NACIONAL DE CANCHIM, 4., 2000, São Carlos, SP. Anais...São Carlos : Embrapa Pecuária Sudeste; São Paulo : ABCCAN 2000. p.30.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Efeitos genéticos
Ambientais
Taxa de concepção.
Conteúdo: A magnitude e o padrão das correlações entre características têm sido estudados com o objetivo de analisar as bases e o papel da integração morfológica na evolução das espécies de animais domésticos, principalmente na sua coordenação por meio de respostas correlacionadas à seleção. Se as magnitudes e os padrões das correlações genéticas e fenotípicas entre características forem semelhantes, é possível fazer inferências a partir das variâncias e das correlações fenotípicas apenas, mesmo na falta de dados sobre a estrutura genética da população. Os resultados obtidos têm mostrado que, para características de herdabilidade moderada, as correlações genéticas são maiores do que as correlações fenotípicas, indicando que as bases genéticas e ambientais da variação fenotípica não são as mesmas. O objetivo deste trabalho foi analisar o padrão de desenvolvimento de características de crescimento e de reprodução, por meio da determinação das contribuições relativas dos componentes genético e ambiental para as para as correlações fenotípicas entre os pesos do nascimento à maturidade (72 meses) e a taxa de concepção, em fêmeas de bovinos da raça Canchim criadas em regime de pastagens na Embrapa Pecuária Sudeste, em São Carlos, SP. As estimativas de herdabilidade e de correlações genéticas, fenotípicas e ambientais entre as características foram obtidas para os pesos ao nascimento, à desmama, aos 12, 18, 24 e 30 meses de idade e à maturidade e para a taxa de concepção, em quatro ciclos reprodutivos anuais, de 573 fêmeas da raça Canchim. As contribuições relativas dos componentes genéticos e ambientais para as correlações fenotípicas entre as características foram determinadas utilizando-se a expressão da correlação fenotípica. Os resultados obtidos mostraram que o padrão de desenvolvimento das características foi influenciado por diferentes mecanismos fisiológicos, com canalização para um mesmo ponto. O peso à desmama relacionou-se desfavoravelmente com a taxa de concepção, com diferença maior entre as estimativas de correlações genética e ambiental, indicando que mecanismos fisiológicos diferentes influenciaram a covariância fenotípica antagônica entre o peso à desmama e a taxa de concepção. Para os pesos após a desmama e a taxa de concepção, as estimativas de correlação genética foram todas negativas, mas de baixa magnitude e com pequenas diferenças em relação às correlações fenotípica e ambiental. O antagonismo genético entre as características aumentou significativamente após o nascimento, foi máximo à desmama e permaneceu relativamente alto até à maturidade. A partir dos 48 meses de idade, tanto o componente genético como o ambiental foram igualmente importantes na determinação da correlação fenotípica negativa entre o peso à maturidade e a taxa de concepção. À maturidade, as contribuições relativas dos efeitos genéticos e ambientais foram semelhantes, indicando que houve canalização dos efeitos genéticos e ambientais, mas de forma antagônica.
Thesagro: Gado Canchim
Gado de Corte
Peso.
Ano de Publicação: 2000
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPPSE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PROCIPFB2000.00096.pdf303,63 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace