Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/461403
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Soja - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 16-Fev-2000
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: COSTA, N. P.
MESQUITA, C. M.
MAURINA, A. C.
ANDRADE, J. G. M.
FRANÇA-NETO, J. B.
KRZYZANOWSKI, F. C.
HENNING, A. A.
PEREIRA, J. E.
Informaçães Adicionais: NILTON PEREIRA DA COSTA, CNPSo; CEZAR DE MELLO MESQUITA, CNPSo; JOSE DE BARROS FRANCA NETO, CNPSO; FRANCISCO CARLOS KRZYZANOWSKI, CNPSO; ADEMIR ASSIS HENNING, CNPSO; JOSÉ ERIVALDO PEREIRA, CNPSo.
Título: Avaliacao dos desperdicios e controle de qualidade durante a colheita mecanica da soja.
Edição: 1999
Fonte/Imprenta: Informativo ABRATES, Curitiba, v.9, n.1/2, p.60, jul./ago. 1999. Numero Especial, ref. 059.
Idioma: pt_BR
Notas: Resumo apresentado no XI Congresso Brasileiro de Sementes.
Palavras-chave: Perdas na colheita
Soybean: harvesting lasses
Mechanical methods.
Conteúdo: No decorrer de 20 anos, a EMBRAPA Soja e EMATER, PR, tem ministrado cursos de capacitacao de mao de obra e feito levantamento das perdas e da qualidade de sementes ou graos durante a colheita da soja. No periodo, o Brasil economizou, segundo dados estimados, 5,4 bilhoes de reais. Em 1978/79 as perdas na colheita giravam em torno de quatro sacas/ha e ba safra 1997/98 as perdas ficaram na faixa de 1,7 a 2,0 sacas/ha. Somente nas safras 1996/97 e 1997/98m foram realizados 17 cursos em diferentes regioes produtoras de soja, nos quais a metodologia empregada incluia: 1) palestras; 2) pratica de regulagem; 3) avaliacoes das perdas com o copo medidor; 4) coleta de amostras para avaliacao da qualidade das sementes. Na maioria das vezes obteve-se reducao expressiva das perdas, apenas, com pequenos ajustes na plataforma de corte e reduzindo-se a velocidade de colheita. Em muitas propriedades, as perdas foram reduzidas de tres sacas/ha para algo em torno de uma saca/ha. Ainda detectou-se que o copo medidor e pouco utilizado em muitas regios, onde o percentual elevado de produtores ainda considera razoavel perdas em torno de duas sacas/ha. Desta maneira, fica evidenciado que apesar da disponibilidade de uma tecnologia simples, eficaz e economica, ainda persiste o erro da maioria dos produtores de soja em nao utiliza-la para monitorar as perdas durante a colheita. Observou-se, em geral, que o excesso de plantas daninhas, a maturacao desuniforme das lavouras, a incidencia de retencao foliar e caulinar, associados a velocidade de colheita padrao recomendado (5 a 6 km/hora), e a falta de ajustes dos sistemas de recolhimento, de trilha, separacao e limpeza, resultaram na elevacao dos indices de perdas, danos mecanicos (TZ 6-8)>10%) e quebras (>10%) de sementes/graos para a maioria das lavouras visitadas. A reducao dos desperdicios ocorridos no Parana de (4,0 sacas/ha para 1,1 sacas/ha) proporcionou uma economia de 1,8 bilhoes de reais, durante os 20 anos de execucao do programa. Esse montante supera a soma dos orcamentos da EMBRAPA Soja e EMATER, PR, no transcorrer de 20 anos, havendo ainda um superavit superior a 500 milhoes de reais.
Thesagro: Colheita Mecânica
Soja.
Ano de Publicação: 1999
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPSO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ID171110001.pdf440,91 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace