Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/469676
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Soja - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 1-Nov-2006
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: COSTA, N. P. da
MESQUITA, C. de M.
MAURINA, A. C.
FRANÇA NETO, J. de B.
KRYZYZANOWSKI, F. C.
HENNING, A. A.
OLIVEIRA, M. C. N.
Informaçães Adicionais: NELIO PACHECO DA COSTA, SPM GGE; CNPSo; Emater; JOSÉ DE BARROS FRANÇA-NETO, CNPSO; FRANCISCO CARLOS KRZYZANOWSKI, CNPSO; ADEMIR ASSIS HENNING, CNPSO; MARIA CRISTINA NEVES DE OLIVEIRA, CNPSO.
Título: Perspectiva de determinação do zoneamento ecológico do Estado do Paraná, para produção de sementes de soja.
Edição: 2006
Fonte/Imprenta: Informativo ABRATES, Pelotas, v. 16, n.1/3, p. 28, mar. 2006.
Idioma: pt_BR
Notas: Edição dos Resumos do XIV Congresso Brasileiro de Sementes, Foz do Iguaçu, ago. 2005.
Conteúdo: A colheita mecânica da soja deveria ser realizada no estádio de maturação fisiológica; todavia, nessa fase a semente, apesar de apresentar a máxima germinação e vigor é muito difícil de colher, uma vez que as plantas ainda apresentam grande quantidade de hastes e folhas verdes o que torna impossível a colheita. Por outro lado, a obtenção de sementes de alta qualidade é bastante problemática na maioria das regiões produtoras de soja do Brasil, especificamente, naquelas situadas ao norte do paralelo 24°L. Objetivando avaliar a dimensão do problema, este estudo visou determinar as regiões mais aptas do Paraná, para a produção de sementes de soja de elevado padrão fisiológico. Para tal, foram coletadas 121 amostras de sementes da cultivar BR 16, nas safras 1996/97,1997/98 e 1998/1999 e 119 amostras da cultivar BRS 133 nas safras 1999/2000, 2000/01 e 2001/02. Os parâmetros tomados por base para analisar a qualidade das sementes foram: a germinação (%), o vigor (TZ 1-3), a viabilidade (TZ 1-5), a deterioração por umidade (TZ 6-8), o dano mecânico (6-8) e as lesões de percevejos (TZ 6-8). Para interpretação dos dados, o Estado do Paraná foi dividido em três regiões ecológicas T1, temperatura média do mês mais quente (fevereiro) >24ºC; T2, temperatura média entre 22 e 24ºC; T3, temperatura média <22ºC. A região T3 que abrange os municípios de Ponta Grossa, Guarapuava, Pato Branco, Marilândia do Sul, Francisco Beltrão e parte de Cascavel, destacou-se por apresentar reduzidos índices de sementes com deterioração por umidade resultando em melhor comportamento de germinação, de vigor e de viabilidade. Com base nos resultados obtidos e nas Cartas Climáticas do Paraná, pode-se inferir que a validação do zoneamento ecológico para produção de sementes e alternativa consistente, a qual possibilita aos produtores de sementes deste Estado, na escolha de regiões com melhores condições climáticas para produção de sementes de soja de alta qualidade.
Thesagro: Soja.
Ano de Publicação: 2006
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPSO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PerspectivadedeterminacaodozoneamentoecologicodoestadodoParanaparaproducaodesementesdesoja.pdf403,96 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace