Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/471571
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Soja - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 17-Fev-2009
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: HOFFMANN-CAMPO, C. B.
OLIVEIRA, L. J.
BUENO, A. F.
SOARES, R. M.
DIAS, W.
ARIAS, C. A. A.
BINNECK, E.
NEPOMUCENO, A. L.
FRIGHETTO, R. T. S.
MELO, I. S. de
VALARINI, P. J.
BORGES, M.
MORAES, M. C. B.
VIANA, P. A.
RIBEIRO, P. E. de A.
LEVY, S.
ZARBIN, P. H. G.
Informaçães Adicionais: CLARA BEATRIZ HOFFMANN CAMPO, CNPSO; LENITA JACOB DE OLIVEIRA, CNPSo; ADENEY DE FREITAS BUENO, CNPSO; RAFAEL MOREIRA SOARES, CNPSO; WALDIR PEREIRA DIAS, CNPSO; CARLOS ALBERTO ARRABAL ARIAS, CNPSO; ELISEU BINNECK, CNPSO; ALEXANDRE LIMA NEPOMUCENO, SRI; ROSA TOYOKO SHIRAISHI FRIGHETTO, CNPMA; ITAMAR SOARES DE MELO, CNPMA; Pedro J. Valarini, CNPMA; Miguel Borges, CENARGEN; Maria Carolina B. Moraes, CENARGEN; Paulo A. Viana, CNPMS; Paulo E. de A. Ribeiro, CNPMS; Sheila Levy, UEL; Paulo H. G. Zarbin, UFPR.
Título: Substâncias químicas constitutivas e induzidas em plantas de soja e milho envolvidas nos mecanismos de resistência a estresses bióticos e abióticos.
Edição: 2012
Fonte/Imprenta: In: SIMPÓSIO SOBRE INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE CIENTÍFICA NA EMBRAPA, 1., 2008; SIMPÓSIO SOBRE INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE CIENTÍFICA NA EMBRAPA, 2., 2010, Brasília, DF. Trabalhos apresentados e documentos... Brasília, DF: Embrapa, 2012. 1 DVD.
Idioma: pt_BR
Conteúdo: A Ecologia Química é uma ciência que pode se tornar ferramenta inovadora em programas de resistência de plantas aos estresses bióticos e abióticos, através do melhoramento tradicional, ou da biotecnologia. Desde 2004, um grupo de pesquisadores da Embrapa vem concentrando esforços para avaliar a possibilidade de utilizar compostos de defesas químicas produzidas pela soja e pelo milho, para a solução de problemas rotineiros enfrentados pelos agricultores. Compostos fenólicos relacionados à resistência da soja a insetos, como o flavonól rutina, as isoflavonas e os pterocarpanos gliceolinas foram identificados em genótipos de soja; alguns, como rutina, foram também identificados em milho. Resultados promissores levaram à elaboração de um novo projeto para estudar o efeito do arsenal defensivo constitutivo e as respostas induzidas das plantas aos insetos-pragas e seus inimigos naturais, além de nematóides e fungos, incluindo dois dos grandes desafios da cultura da soja, a ferrugem asiática e a tolerância à seca. Assim, reuniram-se competências de várias instituições em uma rota de pesquisa clara que vai desde a prospecção e bioatividade das substâncias até a sua identificação e caracterização química, para potencializar a resistência natural e/ou induzida das plantas. Os avanços, incluindo-se a identificação de genes de defesa, poderão fornecer subsídio para acelerar o processo de obtenção de cultivares resistentes a pragas, substituindo-se vários anos de pesquisa no campo por análises químicas e bioquímicas. Essas podem ser ainda utilizadas para avaliar a equivalência substancial entre plantas transgênicas e convencionais fornecendo informações necessárias para liberações de organismos geneticamente modificados. Os conhecimentos gerados neste projeto podem produzir tecnologias com impacto direto no agronegócio, diminuindo o custo e perdas de produção, o aporte de agrotóxicos, a contaminação ambiental e os resíduos tóxicos nos produtos agrícolas.
Thesagro: Soja.
Ano de Publicação: 2012
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPSO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
lenita.pdf13,93 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace