Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/478271
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Milho e Sorgo - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 1980
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: ANDRADE, R. V. de
VAUGHAN, C. E.
Additional Information: EMBRAPA-CNPMS.
Title: Avaliação de sementes firmes em pensacola bahia e milheto.
Publisher: Revista Brasileira de Sementes, Brasília, v. 2, n. 2, p. 57-66, 1980.
Language: pt_BR
Description: Dez lotes de sementes de pensacola bahia (Paspalum notatum Flugge e de milheto (Panicum rumosum L.) foram avaliados pelo teste de germinacao e pelo tratamento com acido sulfurico concentrado durante 20 minutos. No final do teste de germinacao as sementes firmes viaveis (determinadas pelo teste de tetrazolio) foram adicionadas as sementes germinadas para determinar o potencial de germinacao de cada lote de sementes. Paralelamente aos estudos de laboratorio, foi instalado um experimento de campo para determinar o valor de plantio das sementes firmes. Nos lotes de sementes de pensacola bahia tratados com acido sulfurico concentrado, houve um aumento medio de 17,4% na germinacao, em testes de laboratorio. Entretanto, em testes de campo, sementes nao tratadas,apresentaram aos 38 dias apos o plantio, um acrescimo de 6,4% na emergencia comparadas com as sementes tratadas com acido. O uso de acido sulfurico no tratamento das sementes de pensacola bahia durante 20 minutos foi eficaz na quebra de suas dormencias, e diminuiu em nove dias o tempo requerido para germinacao. O teste de tetrazolio aplicado as sementes firmes de pensacola bahia 28 dias apos terem sido submetidas ao teste de germinacao, indicou que 70% das sementes firmes nao tratadas e, 50% das sementes firmes tratadas com o acido eram viaveis. A viabilidade total das sementes de cada lote de pensacola bahia nao foi afetada pelo tratamento com o acido, mas o seu uso aumentou o numero de plantulas anormais. O tratamento das sementes de milheto com acido sulfurico concentrado durante 20 minutos, foi prejudicial para germinacao tanto em condicoes de laboratorio como de campo. Sementes de milheto tratadas com este acido foram mais susceptiveis ao ataque do microorganismo e em conseqüência verificou-se um aumento de numero de plantulas anormais. O aumento do tempo de tratamento de sementes de milheto com acido sulfurico de zero a 15 minutos, diminuiu a porcentagem de germinacao das sementes. Por outro lado a incidencia de ataque de microorganismo e o numero de plantulas anormais, aumentaram com o aumento do tempo de duracao do tratamento com acido.
Thesagro: Germinação
Semente.
Data Created: 1998-01-05
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPMS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliacaosementes1.pdf4,85 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace