Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/487085
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Milho e Sorgo - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 28-Ago-2003
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: KARAM, D.
CARNEIRO, A. A.
ALBERT, L. H.
CRUZ, M. B. da
COSTA, G. T.
MAGALHAES, P. C.
Informaçães Adicionais: DECIO KARAM, CNPMS; ANDREA ALMEIDA CARNEIRO, CNPMS; PAULO CESAR MAGALHAES, CNPMS.
Título: Seletividade da cultura do milho ao herbicida clomazone por meio do uso de dietholate.
Edição: 2003
Fonte/Imprenta: Revista Brasileira de Milho e Sorgo, Sete Lagoas, v. 2, n. 1, p. 72-79, jan./abr. 2003.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Toxicidade
Dose resposta
Safener.
Conteúdo: Com o objetivo de avaliar a seletividade de clomazone na cultura do milho através do uso de dietholate, foram instalados dois experimentos, sob condições de casa-de-vegetação e laboratório, na Embrapa Milho e Sorgo, Sete Lagoas, MG. Sementes do milho BRS 2223 foram tratadas ou não com dietholate, na proporção de 500 g para 100 Kg de semente. Os tratamentos herbicidas foram oito doses de clomazone (0,0; 62,5; 125,0; 250,0; 500,0; 1000,0; 2000,0; 4000,0; g ha-1). As plantas de milho provenientes de sementes não tratadas com dietholate apresentaram índices estimados de 50% de fitotoxicidade, aos 14 DAA, em função a dose de 1203 g h-1 de clomazone, enquanto que esse índice somente foi estimado nas plantas de milho provenientes de sementes tratadas com dietholate, em função da dose de 1921 g ha-1 de clomazone. As diferenças no acúmulo de matéria seca aérea das plantas de milho tratadas ou não com dietholate foram observadas a partir da dose de 2000 g ha-1 de clomazone. Reduções de 80% e 90% no acúmulo da matéria seca aérea foram detectadas com a dose de clomazone a 4000 g ha-1, em plantas provenientes de sementes tratadas ou não com dietholate, respectivamente. O teor de clorofila foi reduzido em 50% com a dose de 784 g ha-1 e 1740 g ha-1, em plantas provenientes de sementes com ou sem dietholate, respectivamente. Em experimento in vitro, sementes tratadas na mesma proporção com dietholate foram crescidas em meio de cultura com a adição de clomazone (4, 8, 16, 32 e 64 ppm). As reduções estimadas do teor de clorofila nas plantas in vitro foram de 31,1% e 83,9, para as plantas provenientes de sementes tratadas ou não com dietholate, respectivamente. Os resultados permitem inferir que o uso de sementes dietholate aumenta a seletividade de cultivares de milho ao herbicida clomazone.
Thesagro: Antídoto
Herbicida
Milho
Zea Mays.
Ano de Publicação: 2003
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPMS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Seletividadecultura.pdf224,59 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace