Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/491148
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Milho e Sorgo - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2008
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: SANTOS, C. G.
PAIVA, E.
PAIVA, P. D. de O.
PAIVA, E.
Additional Information: Cíntia Guimarães dos Santos, UFLA; Renato Paiva, UFLA; Patrícia Duarte de Oliveira Paiva, UFLA; Edilson Paiva Embrapa, CNPMS.
Title: Indução e análise bioquímica de calos em segmentos foliarese nodais de Coffea canephora L. cv. Apoatã.
Publisher: Magistra, Cruz das Almas, v. 20, n. 1, p. 22-29, jan./mar. 2008.
Language: pt_BR
Description: A cultura de calos tem mostrado grande potencial para multiplicação em larga escala de genótipos superiores e em curto espaço de tempo. O objetivo deste trabalho foi estabelecer uma metodologia para induzir a formação de calos em Coffea canephora cv. Apoatã através do uso de 2,4-0 e AIB, em explantes foliares e nodais, determinar sua curva de crescimento e analisá-Ios bioquimicamente, mediante determinação dos teores de proteínas totais, açúcares redutores e padrão protéico. Os explantes foram transferidos para meio MS 50 % contendo 3 % de sacarose, 0,7 % de ágare suplementado com 2,4-0 (O; 0,5 e 1,0 mg L'1) e AIB (O; 0,5 e 1,0 mg L"), em todas as combinações possíveis. Para determinar a curva de crescimento, calos foram pesados até o 84° dia de cultivo. A quantificação de proteínas totais pelo método do ácido bicinconínico e a de açúcares redutores, foi determinada. As proteínas foram separadas em géis de poliacrilamida em sistema desnaturante descontínuo. A melhor calogênese foi obtida utilizando-se o 2,4-0 em condições isoladas, na concentração de 0,5 mg L'\ para ambos os explantes. As curvas de crescimento de calos, obtidos a partir de explantes nodais e foliares, apresentaram cinco fases. Em calos originados desses explantes, o teor máximo de proteína total ocorreu aos 63 dias de cultivo e o de açúcar redutor, no dia da inoculação no meio de cultura. O padrão protéico pode ser utilizado para diferenciar as fases de crescimento de calos.
Thesagro: Calogênese
Coffea Canephora
Curva de Crescimento.
Data Created: 2009-01-06
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPMS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Inducaoanalise1.pdf327.16 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace