Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/533722
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Caprinos e Ovinos - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2007
Type of Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Authors: BEZERRA, A. C. D. S.
AHID, S. M. M.
VIEIRA, L. da S.
SOARES, H. S.
Additional Information: Ana Carla Diógenes Suassuna Bezerra, UFERSA; Sílvia Maria Mendes Ahid, UFERSA; Luiz da Silva Vieira, Embrapa Caprinos (CNPC); Herbert Sousa Soares, UFERSA.
Title: Prevalência de ectoparasitos em caprinos e ovinos no município de Mossoró, estado do rio Grande do Norte, Brasil.
Publisher: Revista de Patologia Tropical, v. 36, 2007. Suplemento 2, ref. 113-1. Edição dos Resumos do 20 Congresso Brasileiro de Parasitologia, Recife, 2007.
Language: pt_BR
Keywords: Ectoparasito
Prevalência
Brasil
Rio Grande do Norte
Mossoró.
Description: Introdução: O Nordeste brasileiro apresenta um grande potencial para caprinovinocultura, destacando-se como atividade agropecuária alternativa para o pequeno produtor. No entanto, esses pequenos ruminantes são hospedeiros potenciais de uma grande variedade de ectoparasitos, responsáveis por prejuízos significantes. Objetivos: Identificar os principais ectoparasitos que afetam os caprinos e ovinos, nas condições semi-áridas do Rio Grande do Norte, especificamente no município de Mossoró. Metodologia: Foram visitadas 15 (37,5%) comunidades assentadas, onde foram examinados efetivos caprinos e ovinos para coleta de ectoparasitos. Onde procedeu-se realização de raspado, coleta direto da pele e de exsudato do pavilhão auricular. Resultado: Foram examinados 494 caprinos e 232 ovinos. Dos caprinos examinados, 89,87% (444) apresentaram ectoparasitos, enquanto que, 76,72% (178) dos ovinos encontravam-se igualmente infestados. Os artrópodes identificados em caprinos foram: Damalinia caprae (80,76%), Rhipicephalus microplus (1%), larvas de Cochliomya hominivorax (0,6%), Psoroptes cuniculi (0,4%), Amblyomma parvum (1%) e Linognathus stenopis (0,2%), estes dois últimos registrados pela primeira vez nesta espécie hospedeira no Nordeste brasileiro. Ainda parasitismo misto de D. caprae com R. microplus (0,5%) e P. cuniculi com D. caprae (0,2%). Em ovinos: D. ovis (74,5%), R. microplus (0,9%), larvas de C. hominivorax (0,4%) e A. parvum (0,4%). Esta última espécie como primeiro registro parasitando ovinos. A associação mista foi à presença de D. ovis e R. microplus (0,6%). Não houve associação (p>0,05) entre o sexo e idade dos animais com o ectoparasitismo encontrado. Em relação ao período do ano, houve diferença na prevalência de ectoparasitos (p<0,05), onde se observou maior prevalência quando na época de baixa precipitação (82,2%). Conclusão: Considerando os altos índices de ectoparasitas, torna-se importante o desenvolvimento de estudos para avaliar o impacto como fator limitante à caprinovinocultura da região.
Thesagro: Caprino
Ovino
Reprodução Animal.
Data Created: 2008-02-08
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CNPC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RACPrevalenciadeectoparasitos.pdf165,18 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace