Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/577405
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Meio Ambiente - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2009
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: ABREU, L. S. de
PEREIRA, L. C.
BELLON, S.
ALENCAR, M. de C. F.
Additional Information: LUCIMAR SANTIAGO DE ABREU, CNPMA; LAURO CHARLET PEREIRA, CNPMA; STÉPHANE BELLON, INRA; MARIA DE CLEOFAS FAGGION ALENCAR, CNPMA.
Title: Transição agroecológica em sistemas agroflorestais no sudoeste da Amazônia brasileira.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS, 7., 2009, Luziânia. Diálogo e integração de saberes em sistemas agroflorestais para sociedades sustentáveis: trabalhos. [S.l.]: SBSAF; [Brasília, DF]: EMATER-DF: Embrapa, 2009. 1 CD-ROM.
Pages: 4 p.
Language: pt_BR
Keywords: Agroecologia
Sistema agroflorestal
Description: Este estudo é parte dos resultados de uma pesquisa associada ao processo de ecologização agrário brasileiro, que apesar de tardiamente institucionalizado pela legislação brasileira de 2007, reconhece a diversidade de estilos de produção de base ecológica. Privilegiou-se estudar a experiência de produtores familiares relacionada com os sistemas agroflorestais (SAFs) no território de Ouro Preto do Oeste, situado no sudoeste da Amazônia, no Estado de Rondônia. Essa experiência, teve início na década de 90, em unidades de produção familiar, onde anteriormente se desenvolvia sistemas convencionais de produção com a utilização de agrotóxicos. Os produtores e atores sociais são membros da Associação de Produtores Alternativos (APA). Os objetivos da pesquisa foram: a) Reconstruir a trajetória de implantação dos SAFs; b) Identificar os SAFs, focando na qualificação das culturas alimentares cultivadas, criação animal, a integração de árvores ou florestas nos sistemas ou entre sistemas e o grau de agrobiodiversidade; c) identificar os elementos sociais, econômicos e agroambientais que impulsionaram a transição do modelo produtivista em direção aos SAFs; d) indicar os desafios do processo de transição dos SAFs. Para tanto, foi necessário adotar uma abordagem sociológica e agronômica. A conversão é fruto de vários elementos: da organização política do grupo, da convivência com problemas ambientais, da necessidade social de sobrevivência e do apelo ecológico percebido no processo de interação com entidades ecológicas articuladas com a sociedade global. A abordagem interdisciplinar possibilitou integrar a complexidade da relação humana com os recursos naturais.
Data Created: 2009-12-07
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPMA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009AA112.pdf2,64 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace