Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/580800
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Milho e Sorgo - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2009
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: CRUZ, I.
SILVA, I. F. da
PAULA, C. S.
FIGUEIREDO, M. de L. C.
GONTIJO NETO, M. M.
SILVA, R. B. da
Additional Information: IVAN CRUZ, CNPMS; Ivana Fernandes da Silva, CNPMS; Cristiane Souza Paula, CNPMS; Maria de Lourdes Corrêa Figueiredo, CNPMS; MIGUEL MARQUES GONTIJO NETO, CNPMS; Rafael Braga da Silva, UFScar.
Title: Damage of the spittlebug Deois flavopicta (Stal) (Hemiptera: Cercopidae) to maize in intercropping system with Brachiaria grass.
Publisher: Revista Brasileira de Milho e Sorgo, Sete Lagoas, v. 8, n. 2, p. 117-130, 2009.
Language: en
Keywords: Integração milho-braquiária
Pragas de milho
Sugadores
Danos
Interação inseto-planta
Description: Uma das possibilidades de recuperação de áreas degradadas destinada à pecuária é a integração milho/braquiária. Nesse sistema, recupera-se a fertilidade do solo através da utilização correta de calcário e da reposição adequada de fertilizantes. O plantio das duas explorações agrícolas é feito simultaneamente. No entanto, a presença da cigarrinha das pastagens, Deois flavopicta (Hemiptera: Cercopidae), inseto-praga comum aos cultivos, pode reduzir a eficiência do processo integrado. Trata-se de um inseto sugador, cujos danos às pastagens são causados tanto pelas ninfas, como pelos adultos. No milho, apenas o adulto danifica a planta logo após a sua emergência. O experimento foi conduzido quando o milho estava na fase V2, confinando por um período de oito dias uma densidade de duas cigarrinhas adultas/planta de milho, mantido sozinho ou em associação com três cultivares de braquiária, sendo duas suscetíveis à cigarrinha (Brachiaria decumbens cv. Basilisk e B. ruziziensis cv. ruziziensis) e uma resistente (B. brizantha cv. marandu). De maneira geral, o milho em monocultivo foi significativamente danificado pela praga, diminuindo seu desenvolvimento e apresentando amarelecimento em mais de 70% das folhas. A presença de braquiárias no plantio consorciado com o milho reduziu o nível de dano causado pela cigarrinha às plantas desta cultura. Na presença de B. decumbens, tida como a mais suscetível à cigarrinha, o dano nas plantas de milho foi bem menor que aquele observado no consórcio com B. brizantha ou B. ruziziensis, consideradas cultivares resistentes à praga. One of the possibilities of recovering degraded areas intended for cattle raising is the maize-Brachiaria spp. integration. In this system, it recovers soil fertility through the correct use of lime and adequate fertilizer replacement. The plantation of the two agricultural explorations is made simultaneously. However, the presence of some insect-pest common to both crops can reduce the efficiency of the integrated process. One of these insects is the spittlebug, Deois flavopicta (Hemiptera: Cercopidae), a sucking insect causing damage to the pastures both, through nymph and adult feeding. In maize only the adult causes damage, attacking the plant soon after its emergence. The experiment was done with the maize in the V2 phase, confining for a period of eight days a density of two adult spittlebugs/maize plant, kept alone or in association with Brachiaria species, being two susceptible (Brachiaria decumbens cv. Basilisk and B. ruziziensis cv. ruziziensis), and one resistant (B. brizantha cv. marandu). In general the maize in monoculture was significantly damaged by the pest, reducing its development and showing more than 70% of yellowish leaves. The presence of Brachiaria grasses intercropped to maize plants reduced the spittlebug damage to these plants. In the presence of susceptible cultivar, such as B. decumbens, the damage to maize plant was lower than when together with the resistant cultivar B. brizantha.
Data Created: 2010-01-18
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPMS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
damage.pdf488,92 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace