Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/596961
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Agrobiologia - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 14-Jan-2008
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: DIAS, P. F.
SOUTO, S. M.
Informaçães Adicionais: Paulo Francisco Dias, PESAGRO-Rio/EES; Sebastião Manhães Souto, Embrapa Agrobiologia.
Título: Consórcios com potencial de uso como adubo verde no município de Paty do Alferes-RJ.
Edição: 2005
Fonte/Imprenta: Agronomia, Seropédica, RJ, v. 39, n. 1/2, p. 65-70, 2005.
Idioma: pt_BR
Notas: Parceria: PESAGRO.
Palavras-chave: Mucuna-preta
N.
Conteúdo: Foi feito um experimento sob condições de campo no município de Paty do Alferes-RJ, com a finalidade de avaliar os efeitos dos consórcios, mucuna-preta (Mucuna aterrima) e crotalaria (Crotalaria juncea), consorciados com o milho (Zea mays cv. BR-116), na produção de fitomassa e acumulo de nitrogênio nas plantas dessas espécies e das plantas invasoras. O delineamento experimental foi O de blocos ao acaso, com quatro repetições e os três tratamentos: mucuna-preta + milho; crotalaria + milho e milho. A produção de fitomassa seca no tratamento só com milho foi significantemente (p<0,05) maior quando comparada com a produção do milho no consórcio, aproximadamente o dobro e nove vezes maior que nos consórcios com mucuna-preta e crotalaria respectivamente. No consórcio mucuna preta + milho, a leguminosa contribuiu com 61 % da produção da fitomassa seca, enquanto no consórcio crotalaria+ milho a contribuição foi de 89%. Não foi observado plantas invasoras nas parcelas do consorcio de mucuna-preta + milho. A fitomassa seca do milho nas parcelas sem consórcio apresentou um teor de N (0,69%) menor do que no milho consorciado com a crotalaria (1,36%) e com mucuna-preta (1,25%).0 teor de N da mucuna-preta (3,12%) no consórcio foi maior do que com a crotalaria (2,18%). A produção de N total do consórcio mucuna-preta + milho foi significantemente (p<0,05) maior 54 e 338% do que a do consórcio crotalaria + milho e do tratamento com milho, respectivamente, enquanto o tratamento crotalaria + milho superou o tratamento so com milho, em 185%. A produyao de N da mucuna-preta no consórcio foi 32% maior do que o da crotalaria. A mucuna-preta e a crotalaria no consórcio com o milho, num intervalo de 105 dias, do plantio até o corte, produziram cerca de 4,8 e 3,7 kg de N ha-1dia-1, respectivamente. Isto faz destas leguminosas um grande potencial para uso como adubo verde na região de Paty do Alferes-RJ. A field experiment was set up at the Municipality of Paty do Alferes, RJ, aiming the evaluation of intercropping the summer green manure velvet bean (Mucuna aterrima) and sunnhemp (Crotalaria juncea) with maize (Zea mays cv BR 116) on the biomass production and N accumulation in these species and in the weeds. The experimental design was in randomised blocks with four replications. The treatments were velvet bean + maize, sunnhemp + maize and maize. The dry mass production of the maize treatment was significantly higher (p<0.05) than maize intercropped with green manure. Maize only areas produced the double and nine-fold the dry mass accumulated by maize intercropped with velvet bean and sunnhemp, respectively. In the velvet bean maize intercrop the legume contributed to 61 % of total mass production while sunnhemp contributed to 89% of the total mass when intercropped with maize. There were no weeds in the plots with the intercrop of maize and velvet bean. The dry mass of maize in the pure maize plots had a N content (0.69%) lower than maize intercropped with sunnhemp (1.36%) and with velvet bean (1.25%). The N content in velvet bean (3.12%) was higher than that in sunnhemp (2.18%). The total N accumulated in the maize - velvet bean intercropping was 54% and 338% higher (p<0.05) than that accumulated in maize-sunnhemp intercropping and in pure maize crop, respectively, while the treatment maize-sunnhemp surpassed the pure maize treatment in 185%. The N production in velvet bean intercropped with maize was 32% higher than that in sunnhemp under the same condition. Velvet bean and sunnhemp intercropped with maize yielded respectively 4.8 and 3.7 kg N ha-1 day-1 during 105 days that comprised the planting-cut interval. This pointed out that these legumes have a strong potential to be used as green manure in the region of Paty do Alferes, RJ.
Thesagro: Adubo Verde
Crotalária
Nitrogênio.
Ano de Publicação: 2005
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPAB)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CONSORCIOSCOMPOTENCIALDEUSOCOMOADUBOVERDENOMUNICIPIO.pdf110,03 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace