Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/629927
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Agrobiologia - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 30-Abr-2008
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: OLIVEIRA, F. L. de
GUERRA, J. G. M.
RIBEIRO, R. de L. D.
ALMEIDA, D. L. de
SILVA, E. E. da
URQUIAGA, S.
ESPÍNDOLA, J. A. A.
Informaçães Adicionais: Fábio Luiz de Oliveira, UFVJM; José Guilherme Marinho Guerra, Embrapa Agrobiologia; Raul de Lucena Duarte Ribeiro, UFRRJ; Dejair Lopes de Almeida, Embrapa Agrobiologia; Edmilson Evangelista da Silva, UFRRJ; Segundo Urquiaga, Embrapa Agrobiologia; José Antonio Azevedo Espíndola, Embrapa Agrobiologia.
Título: The use of sunn hemp as green manure intercropped with taro.
Edição: 2007
Fonte/Imprenta: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 25, n. 4, p. 562-566, out./dez. 2007.
Idioma: pt_BR
Notas: Parceria: UFVJM; UFRRJ.
Palavras-chave: Queimaduras foliares
Controle do mato
Organic farming
Leaf burning.
Conteúdo: An experiment was carried out in Magé, Rio de Janeiro State, Brazil, to evaluate the performance of taro (Colocasia esculenta) intercropped with sunn hemp (Crotalaria juncea), used as green manure. A randomized blocks design with four replicates was used and the soil of the field plots was classified as Haplic Gleysol. Treatments consisted of taro (1) intercropped with unpruned sunn hemp, (2) intercropped with sunn hemp cut at soil level, (3) intercropped with sunn hemp pruned at its mid-height, and (4) in monoculture. The taro was planted in double rows spaced by 1.0 m. The planting furrows had a space of 0.5 m, with rhizomes placed at every 3.0 m. The experimental plot consisted of four 3.0 m rows and the useful area corresponded to the five central plants in each of the two central rows. The sunn hemp was sown in parallel lines in the spaces between the taro double rows, 120 days after planting the taro. When the sunn hemp was cut at soil level, an accumulation of 211 kg ha-1 of N was observed. Besides this, the sunn hemp's biomass promoted the cycling of an average 17 kg ha-1 of P, 85 kg ha-1 of K, 151 kg ha-1 of Ca, and 27 kg ha-1 of Mg. Worth mentioning, it represented also a deposition of 6.85 Mg ha-1 of dry substance. Even when pruned at its mid-height, the sunn hemp still provided 60% of nutrients relatively to the treatment in which it was cut at soil level. In addition to the nutrient supply, the use of taro intercropped with sunn hemp cut at soil level or pruned at mid-height represented efficient alternatives for controlling the spontaneous vegetation and for reducing taro leaf burning by solar radiation, without compromising the yield of taro. In all intercropping systems, taro plants had a larger leaf area and were taller than plants in monoculture. O experimento foi desenvolvido no município de Magé, Região Metropolitana do estado do Rio de Janeiro, para avaliar a influência do manejo da crotalária (Crotalaria juncea), usada como adubo verde, na forma de consórcio, sobre o desempenho do taro. O solo da área experimental foi classificado como Gleissolo Háplico. O delineamento experimental foi blocos casualizados com quatro repetições. Os tratamentos consistiram de cultivo do taro (1) consorciado com crotalária sem cortes, (2) consorciado com crotalária roçada rente ao nível do solo, (3) consorciado com crotalária cortada à metade de sua altura e (4) em monocultivo. O taro foi plantado em fileiras duplas espaçadas de 1,0 m. Os sulcos de plantio tiveram espaçamento de 0,5 m, com os rizomas colocados a cada 3,0 m. A parcela experimental consistiu de quatro linhas de 3,0 m, adotando como área útil as cinco plantas centrais em cada uma das linhas do meio. A crotalária foi semeada em linhas paralelas, no espaço entre os sulcos, 120 dias após o plantio do taro. Quando a crotalaria foi cortada rente ao solo, houve um acúmulo de 211 kg ha-1 de N, além da reciclagem de, em média, 17 kg ha-1 de P, 85 kg ha-1 de K, 151 kg ha-1 de Ca e 27 kg ha-1 de Mg. Observou-se ainda a deposição de 6,85 Mg ha-1 de matéria seca. Mesmo quando cortada a meia altura, a crotalária ainda forneceu 60% de nutrientes em relação ao tratamento em que foi cortada rente ao solo. Além do fornecimento de nutrientes, a utilização do taro consorciado com crotalária, quando esta foi roçada ao nível do solo ou cortada à metade de sua altura, foi eficaz para controle da vegetação espontânea e para redução da incidência de queimaduras foliares causadas pela radiação solar, sem comprometer o rendimento do taro. Independente do manejo da crotalária, as plantas de taro apresentaram maior área foliar e foram mais altas quando cultivadas em consórcio do que em monocultivo.
Thesagro: Agricultura Orgânica
Crotalária Juncea
Área Foliar
Colocasia Esculenta.
NAL Thesaurus: leaf area
weed control.
Ano de Publicação: 2007
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPAB)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Theuseofsunnhempasgreenmanureintercroppedwithtaro.pdf401,05 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace