Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/658232
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Caprinos e Ovinos - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2009
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: GOMES, G. M. F.
VASCONCELOS, A. M. de
EGITO, A. S. do
SALLES, H. O.
BOMFIM, M. A. D.
FONTELES, N. L. O.
ROGÉRIO, M. C. P.
COSTA, H. H. A.
Additional Information: Gil Mario Ferreira Gomes, Pós-graduação - Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) - Sobral, CE
Natália Lívia Oliveira Fonteles, Graduação - UVA - Sobral, CE
Hélio Henrique Araújo Costa.
Marcos Cláudio Pinheiro Rogério
Ângela Maria de Vasconcelos
ANTONIO SILVIO DO EGITO, CNPC
HEVILA OLIVEIRA SALLES, CNPC
MARCO AURELIO DELMONDES BOMFIM, CNPC
Title: Parâmetros ruminais de caprinos e ovinos nativos do Nordeste brasileiro alimentados com dietas à base de bagaço de cana-de-açúcar in natura.
Publisher: In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 11.; ENCONTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA, 3., 2009, Sobral. Anais... Sobral: Universidade Estadual Vale do Acaraú, 2009. 3 f. 1 CD ROM.
Language: pt_BR
Keywords: N-NH3
Fermentação ruminal.
Description: Resumo: Neste trabalho objetivou-se avaliar o pH e N-NH3 (nitrogênio amoniacal) ruminal de caprinos e ovinos nativos do Brasil alimentados com dietas à base de bagaço de cana in natura. Foram utilizados três caprinos da raça Moxotó e três ovinos da raça Morada Nova submetidos à fistulação ruminal. A relação volumoso:concentrado de 54:46, sendo o volumoso constituindo de feno de tifton-85 e bagaço de cana e o concentrado à base de milho e farelo de soja. A coleta de liquido ruminal foi realizada via cânula ruminal nos tempos 0 (antes da alimentação), 6 e 12 horas após alimentação. Não houve diferença (P>0,05) de pH entre as espécies nos diferentes tempos de coleta. O efeito dentro de espécie foi significativo (P<0,05) para espécie caprina com maior valor de pH antes do fornecimento da alimentação (6,88) em relação aos tempos 6 e 12 (6,33 e 6,05, respectivamente) que não diferiram entre si. Houve diferença (P<0,05) para a concentração de N-NH3 do liquido ruminal entre as espécies e dentro de espécie. A maior concentração de N-NH3 foi observada nos caprinos no tempo 0 (15,04 mg/dL). A inclusão do bagaço de cana na dieta não afetou a fermentação ruminal. Para avaliação do N-NH3 recomenda-se incluir mais tempos entre os 0-6 e 6-12 horas. Abstract: This work aimed to evaluate the rumen pH and N-NH3 of goats and sheep native from to Brazil fed diets based on sugar cane bagasse in nature. It was used three Moxotó goats and three sheep of the Morada Nova undergoing rumen fistula. The roughage: concentrate of 54:46, and volume are hay Tifton-85 and sugar cane bagasse and concentrate based on corn and soybean meal. The collection of rumen fluid was accomplished via ruminal cannula at 0 (before feeding), 6 and 12 hours after feeding. There was no difference (P> 0.05) in pH between species in different sample times. The effect within species was significant (P <0.05) for goats with higher pH value before the supply of food (6.88) compared with times 6 and 12 (6.33 and 6.05, respectively) not differ. There were differences (P <0.05) for the concentration of N-NH3 of rumen fluid between species and within species. The highest concentration of N-NH3 was observed in animals at time 0 (15.04 mg / dL). The inclusion of sugar cane bagasse in the diet did not affect ruminal fermentation. For evaluation of N-NH3 is recommended to include more time between 0-6 and 6-12 hours
Thesagro: Caprino
Ovino
Nutrição animal
Fermentação
Fibra
Resíduo
Rúmen
Bagaço
Cana de açúcar
Ph.
NAL Thesaurus: Goats
Sheep
Animal nutrition
Cane sugar
Bagasse
Byproducts.
Data Created: 2010-02-19
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AACParametrosruminaisdecaprinoseovinosnativosdonordestebrasileiro.pdf69,72 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace