Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/684865
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Ocidental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 26-Nov-2009
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: RAMALHO FILHO, A.
MARTINS, G. C.
MOTTA, P. E. F. D.
TEIXEIRA, W. G.
NAIME, U. J.
GONCALVES, A. O.
BARROS, A. H. C.
BACA, J. F. M.
Informaçães Adicionais: Antonio Ramalho Filho, CNPS; GILVAN COIMBRA MARTINS, CPAA; Paulo Emilio Ferreira da Motta, CNPS; Wenceslau Geraldes Teixeira, CPAA; Uebi Jorge Naime, CNPS; Alexandre Ortega Gonçalves, CNPS; Alexandre Gugo Cezar Barros, CNPS; Jesus Fernando Mansilla Baca, CNPS.
Título: Zoneamento agroecológico do dendezeiro para as áreas desmatadas do Estado do Amazonas.
Edição: 2009
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 32., 2009, Fortaleza. O solo e a produção de bioenergia: perspectivas e desafios. [Viçosa, MG]: SBCS; Fortaleza: UFC, 2009. 1 CD-ROM.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Amazônia legal.
Conteúdo: Em atendimento a uma demanda do Ministério da Ciência e Tecnologia-MCT e em fase final de execução, o Zoneamento Agroecológico do dendezeiro para as áreas desmatadas do estado do Amazonas constitui produto do projeto FINEP ?Zoneamento Agroecológico para Culturas Oleaginosas (Dendê nas áreas desmatadas) da Amazônia Legal, com Ênfase na Fronteira Brasileira?, liderado pela Embrapa Solos e desenvolvido com a colaboração da Embrapa Amazônia Ocidental, Embrapa Amazônia Oriental, Embrapa Acre, Embrapa Rondônia, Embrapa Roraima; Emater-RO; SIPAM-Manaus, Ministério do Meio Ambiente/SDS, IBAMA, CEPLAC/CEPEC; SEPLAN-MT; UFPA, Femact-AC. Da área objeto do estudo foram excluídas as áreas de reserva legal (áreas de proteção ambiental e reservas indígenas). O trabalho foi realizado com base nas informações de solo obtidas do banco de dados do SIPAM e de clima obtidas de várias fontes que dispunham de séries de dados de períodos não inferiores a 10 anos. O zoneamento para o dendezeiro no nível B de manejo, permite identificar no estado do Amazonas 1.461.374,6 ha de terras com aptidão Preferencial, 889.465,7 ha com aptidão regular, 8.337,2 ha com aptidão marginal e 415.516,7 ha inaptos. Para o nível de manejo C foram identificados 1.532.122,9 ha com aptidão Preferencial, 681.556,0.ha com aptidão Regular, 142.830,4 ha com aptidão Marginal e 418.185,0 ha inaptos para o dendezeiro.
Thesagro: Bioenergia
Dendê.
Ano de Publicação: 2009
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPAA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
3271.pdf100,81 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace