Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/70648
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Meio-Norte - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2005
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: RIBEIRO, J. L.
RIBEIRO, V. Q.
FREIRE, E. C.
CARVALHO, L. P. de
FARIAS, F. J. C.
MORELLO, C. de L.
SUINAGA, F. A.
COSTA, J. N. da
ANDRADE, F. P. de
Additional Information: José Lopes Ribeiro, Embrapa Meio-Norte; Valdenir Queiroz Ribeiro, Embrapa Meio-Norte; Eleusio Curvelo Freire, Embrapa Algodão; Luís Paulo de Carvalho, Embrapa Algodão; Francisco José Correia Farias, Embrapa Algodão; Camilo de Lelis Morello, Embrapa Algodão; Fábio Akiyoshi Suinaga, Embrapa Algodão; Joaquim Nunes da Costa, Embrapa Algodão; Francisco Pereira de Andrade, Embrapa Algodão.
Title: Avaliação de cultivares de algodoeiro herbáceo nas condições do cerrado das chapadas das mangabeiras, maranhão.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ALGODÃO, 5., 2005, Salvador. Algodão, uma fibra natural: anais. Salvador: Abapa: Embrapa Algodão: Governo da Bahia, 2005.
Pages: 4 p.
Language: pt_BR
Description: Com o objetivo de selecionar cultivares de algodoeiro herbáceo, visando selecionar as mais promissoras para plantio em lavouras comerciais no cerrado das Chapadas das Mangabeiras, conduziu-se no ano agrícola 2003/2004, um ensaio no município de São Raimundo das Mangabeiras, localizado na mesorregião Sul Maranhense. Adotou-se o delineamento experimental de blocos ao acaso, com 16 tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram constituídos por 16 cultivares de algodão, que foram plantadas no espaçamento de 0,80 m entre linhas e densidade populacional de 110 mil plantas por hectare. A adubação utilizada foi de 120 kg de N.h?1, 120 kg de P2O5, h?1, 120 kg de K2O. h?1 e 30 kg de FTE – BR 12.h?1. Não foram observadas diferenças (P>0,05) entre as cultivares para floração inicial, aparecimento dos primeiros capulhos e altura de planta. Para peso de capulho observou-se diferença (P<0,05) entre os genótipos avaliados. As maiores produtividades foram obtidas nas cultivares BRS Jatobá (4.119 kg/ha), BRS Aroeira (4.109 kg/ha) e Makina (4.095 kg/ha) não havendo diferença entre si (P>0,05).
Thesagro: Gossypium Hirsutum
Melhoramento Genético Vegetal
Produtividade.
Data Created: 2009-04-01
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPAMN)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
232.pdf133,87 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace