Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/861489
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Meio-Norte - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 1-Set-2010
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: MACIEL, G. A.
RODRIGUES, F. N.
OLIVEIRA, J. da S.
ARAUJO NETO, R. B. de
TEIXEIRA NETO, M. L.
FROTA, M. N. L. da
Informaçães Adicionais: GIOVANA ALCANTARA MACIEL, CPAMN; FRANCELINO NEIVA RODRIGUES, UFPI/PIBIC/CNPq; JOSENILDO DA SILVA OLIVEIRA, UESPI; RAIMUNDO BEZERRA DE ARAUJO NETO, CPAMN; MARCOS LOPES TEIXEIRA NETO, CPAMN; MARCILIO NILTON LOPES DA FROTA, CPAMN.
Título: Características da produção de gramíneas consorciadas com pastos anuais em safrinha no cerrado maranhense.
Edição: 2010
Fonte/Imprenta: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 47., 2010, Salvador. Empreendedorismo e progresso científicos na zootecnia brasileira de vanguarda: anais. Salvador: SBZ, 2010.
Páginas: 3 p.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Consórcio
Produção de massa seca.
Conteúdo: Neste trabalho objetivou-se avaliar as características da produção de gramíneas consorciadas com pastos anuais (milheto e sorgo pastejo) em safrinha no Cerrado maranhense. Os arranjos entre gramíneas e pastos anuais foram divididos em dois sistemas. No sistema I avaliaram-se os tratamentos: sorgo + Brachiaria ruziziensis; sorgo + Brachiaria brizantha cv. Piatã; sorgo + B. brizantha cv. Xaraés; sorgo + Panicum maximum cv. Massai; sorgo + P. maximum cv. Aruana. No sistema II, avaliaram-se: milheto + B. brizantha cv. Xaraés; milheto + B. ruziziensis; milheto + B. brizantha cv. Piatã; milheto + P. maximum cv. Massai e milheto + P. maximum cv. Aruana. O delineamento experimental foi em faixas, com quatro repetições. Foram avaliadas, aos 100 dias após a semeadura: altura das gramíneas, cobertura do solo e disponibilidade de massa seca de forragem (MF). O consórcio não foi significativo (P>0,05) para altura das gramíneas e cobertura do solo. Em termos de produção de MF a Braquiaria ruziziensis se destacou das demais nos sistemas I e II. A menor produção de MF foi observada para os capins Massai, Piatã, Xaraés e Aruana (P>0,05). Em sistemas integrados de produção, as braquiárias destacaram-se entre as melhores opções para viabilizar o Sistema Plantio Direto. O consórcio das gramíneas com pastos anuais em safrinha no Cerrado maranhense é uma boa alternativa para formação da pastagem.
Thesagro: Forragem
Gramínea.
Ano de Publicação: 2010
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPAMN)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
4441.pdf282,02 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace