Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/866678
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Pecuária Sudeste - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 10-Nov-2010
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: SILVA, J. da
SOUZA, L. M. de
SILVA, I. C. da
SOARES, V. E.
BELO, M. A. A.
TORRENTE, A. C. G.
FARIA, V. P. de
MAZZONETTO, F.
CHAGAS, A. C. de S.
Informaçães Adicionais: JACQUELINE DA SILVA, UNICASTELO/DESCALVADO; LUCIANO MELO DE SOUZA, CPPAR-UNESP/JABOTICABAL; IVES CHARLIE DA SILVA, UNICASTELO/DESCALVADO; VANDO EDESIO SOARES, CPPAR-UNESP/JABOTICABAL; MARCO ANTONIO ANDRADE BELO, CPPAR-UNESP/JABOTICABAL; ANA CAROLINA GALASSI TORRENTE, UNICASTELO/DESCALVADO; VANESSA PAVESI DE FARIA, UNICASTELO/DESCALVADO; FÁBIO MAZZONETTO, UNICASTELO/DESCALVADO; ANA CAROLINA DE SOUZA CHAGAS, CPPSE.
Título: Potencial larvicida do extrato aquoso de Jatropha curcas (Pinhão manso), sobre Rhipicephalus (Boophilus) microplus.
Edição: 2010
Fonte/Imprenta: Revista Saúde, n. 4, (Esp. 1), p. 97, 2010
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Larvicida.
Conteúdo: A Jatropha curcas pertence à família das euforbiáceas, a mesma da mamona. Alguns autores sugerem que a espécie é nativa do Brasil e é bastante utilizada na cultura popular para o tratamento de várias doenças, apresentando atividade antitumoral, antiinflamatória, cicatrizante e no controle de helmintoses humanas. Algumas de suas atividades farmacológicas já foram comprovadas em estudos laboratoriais e a atividade larvicida do extrato etéreo contra Aedes aegypti e Culex quinquefasciatus já foi verificada. Esse trabalho teve por objetivo avaliar a ação do extrato aquoso J. curcas, sobre larvas de o Rhipicephalus (Boophilus) microplus, importante parasita na bovinocultura mundial. O extrato foi obtido no Laboratório de Fitotecnia da UNICASTELO pelo método de extração por arraste utilizando-se folhas trituradas da planta em solução aquosa a 10%. Para os bioensaios, utilizou-se a técnica do papel de filtro impregnado (larval packet test), nas seguintes concentrações do extrato: 0% (testemunha com aplicação de água destilada; 2%; 4%; 8%; 16%; 32% e 64%. Foram coletadas amostras das fêmeas ingurgitadas de bovinos naturalmente infestados da região de Ibaté/SP. As mesmas foram acondicionadas em placas de petri para obtenção dos ovos e larvas em B.O.D. com temperatura média de 27° C e umidade relativa aproximada de 80%. Foram separados grupos de 100 larvas com 3 repetições para cada tratamento. A avaliação do percentual de mortalidade foi realizada 24 horas após o tratamento. Os resultados de mortalidade larvar observados foram: T1: 0%, seguida de T2:14%, T3:41%, T4:52%, T5:61%, T6:61,5% e T7:80%. Tais achados demonstram o efeito dose-resposta do tratamento com o extrato aquoso de pinhão manso sobre larvas do R. (Boophilus) microplus, resultando em 80% de mortalidade apenas quando administrado na concentração de 64%. Esse indicativo de atividade larvicida estimula a realização futura da avaliação do látex ou mesmo de extratos obtidos da semente de J. curcas, pois os mesmos poderão apresentar uma eficácia ainda superior à detectada no presente trabalho.
Thesagro: Boophilus Microplus
Carrapato
Pinhão.
Ano de Publicação: 2010
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CPPSE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PROCI2010.00200.pdf563,34 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace