Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/867964
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Meio-Norte - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 25-Nov-2010
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: CAMPOS, L. P.
IWATA, B. de F.
BRASIL, E. L.
COSTA, C. do N.
LEITE, L. F. C.
MACIEL, G. A.
ABREU, J. A. L. de
Informaçães Adicionais: LILIANE PEREIRA CAMPOS, UFPI; BRUNA DE FREITAS IWATA, UFPI; ELISVANIA LIMA BRASIL, IFPI; CLAUDYANNE DO NASCIMENTO COSTA, UFPI; LUIZ FERNANDO CARVALHO LEITE, CPAMN; GIOVANA ALCANTARA MACIEL, CPAMN; JOSE AFONSO LIMA DE ABREU, CPAMN.
Título: Labilidade do carbono orgânico em latossolo amarelo sob sistema integração lavoura-pecuária no Cerrado do Sudoeste Piauiense.
Edição: 2010
Fonte/Imprenta: In: REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 29.; REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 13.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA DO SOLO, 11.; REUNIÃO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO, 8., 2010, Guarapari. Fontes de nutrientes e produção agrícola: modelando o futuro: anais. Viçosa, MG: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2010.
Idioma: pt_BR
Notas: FertBio 2010.
Palavras-chave: Compartimentos de C
Práticas de manejo
Conteúdo: A estabilidade dos compartimentos de C no solo é influenciada pelas práticas de uso e manejo. O presente estudo teve por objetivo avalia as alterações na quantidade de carbono nas fraçõe lábil (CL) e não lábil (CNL), assim como estimar o Índice de Manejo de Carbono (IMC) em Latossolo Amarelo sob sistema integração lavoura-pecuária no cerrado do Sudoeste piauiense. Foram estudado cinco sistemas: Cerrado nativo sem histórico de interferência humana em uso agrícola (CN); plantio convencional com uso de grade pesada intermediária e niveladora, com três anos (PC3) plantio direto com três e cinco anos (PD3 e PD5 respectivamente) e sistema integração lavoura pecuária, com dois anos (SILP). As amostras do solo foram coletadas em quatro profundidades (0-5, 5-10 10-20 e 20-40 cm), durante a fase de desenvolvimento vegetativo da cultura da soja. Com base na determinação do carbono orgânico tota (COT) e no CL foram determinados os seguinte índices: Índice de Compartimento de Carbono (ICC), Labilidade de Carbono (L) e Índice de Labilidade (IL) usados para estimar IMC. O sistema PD5 demonstrou maior estabilidade tanto para o CL como para o CNL. O IMC para o PD adotado do cerrado do Piauí, associado ou não ao sistema integração lavoura-pecuária apresentou valores superiores (p<0,05) ao sistema de referência, exceto na camada superficial, com maior destaque para o CN.
Ano de Publicação: 2010
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPAMN)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Giovana1.pdf45,43 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace