Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/873679
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Mandioca e Fruticultura - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2010
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: SOUZA, A. V.
CARVALHO, C. A. L. de
MACHADO, C. S.
SANTOS, W. da S.
RITZINGER, R.
LIMA JÚNIOR, C. A. de
Additional Information: Adriane Vieira Souza, UFRB; Carlos Alfredo Lopes de Carvalho, UFRB; Cerilene Santiago Machado, UFRB; Wyratan da Silva Santos, UFRB; ROGERIO RITZINGER, CNPMF; Cristovam Alves de Lima Júnior, UFRB.
Title: Análises morfométricas de Centris tarsata (Hymenoptera: apidae) no Rêconcavo da Bahia.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 21., 2010, Natal. Frutas: saúde, inovação e responsabilidade: anais. Natal: Sociedade Brasileira de Fruticultura, 2010.
Language: pt_BR
Notes: pdf 2263
Keywords: Centris tarsata.
Description: As abelhas Centridini são consideradas polinizadores chave de plantas nativas, bem como de espécies frutíferas de interesse econômico como a acerola (Malpighia emarginata Sessé & Moc. ex DC) (VILHENA e AUGUSTO, 2007). A maioria das espécies funda no solo, geralmente em grandes agregações, porém alguns grupos usam orifícios em madeira (SILVEIRA et al., 2002) como a Centris (Hemisiella) tarsata Smith 1874, que constrói seus ninhos nessas cavidades e, por isso, pode nidificar em ninhos artificiais (AGUIAR e GARÓFALO, 2004). Na literatura são encontradas poucas informações referentes a C. tarsata, bem como de estudos morfométricos comparando o grau de diferenciação dessa espécie em ambientes específicos. Dados morfológicos como o tamanho do corpo, a extensão, largura e forma das asas das abelhas são considerados passíveis de variação e por isso podem ser úteis para diferenciar populações (ROUBIK, 1989). De acordo com Moraes (2003), a morfometria tradicional é o estudo da variação e co-variação de medidas de distância, sejam estas entre pares de pontos anatomicamente homólogos, ou entre pontos de tangência ou extremos de estruturas, sendo assim é o estudo de como e quanto estas medidas variam, e estão relacionadas entre si. Os métodos de morfometria tradicional têm fornecido resultados consistentes em estudos de variabilidade de tamanho de partes do corpo das abelhas (FERREIRA, 2009). O presente trabalho teve por objetivo comparar o grau de diferenciação das abelhas C. tarsata residentes em ninhos artificiais provenientes de quatro ambientes no Recôncavo da Bahia.
Thesagro: Abelha
Acerola.
NAL Thesaurus: Malpighia emarginata.
Data Created: 2011-01-20
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPMF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ID27222pdf2263.pdf28,64 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace