Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/873758
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Mandioca e Fruticultura - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 20-Jan-2011
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: RITZINGER, C. H. S. P.
FANCELLI, M.
RITZINGER, R.
COELHO FILHO, M. A.
Informaçães Adicionais: CECILIA HELENA S PRATA RITZINGER, CNPMF; MARILENE FANCELLI, CNPMF; ROGERIO RITZINGER, CNPMF; MAURICIO ANTONIO COELHO FILHO, CNPMF.
Título: Avaliação da qualidade do solo e sanidade das plantas utilizando método participativo.
Edição: 2010
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 21., 2010, Natal. Frutas: saúde, inovação e responsabilidade: anais. Natal: Sociedade Brasileira de Fruticultura, 2010.
Idioma: pt_BR
Notas: pdf 2364
Palavras-chave: Pequeno agricultor.
Conteúdo: No Brasil, há cerca de 20 milhões de pessoas que têm a agricultura como fonte de renda para sustento de suas famílias. A ela se dedicam, como profissão, envolvem a família, residem na propriedade ou moram perto. Uns vivem bem, outros mal; podem ser estratificados, de acordo com os critérios utilizados, em diversas categorias, cultivam desde uma especiaria ou "commodity" para exportação, até dezenas de produtos, para consumo próprio em mercado local; e, outros, nem produzem o suficiente para sobreviver. É a agricultura familiar. A maior parte dessas famílias encontra-se no Nordeste e é pobre (Souza & Cabral, 2009). Na pesquisa participativa, o olhar do agricultor e sua visão de negócio é fundamental para adoção de uma prática ou adaptação de tecnologia. A utilização dessa metodologia avalia o agroecossistema de forma participativa e relativamente rápida, contribuindo para elevar a autoestima do agricultor. Ademais, os indicadores utilizados podem ser quantificados e ser inclusive objetos de estudo para relação custo beneficio de tecnologias ou processos adotados, bastando-se para isso, manter as referencias de construção da teia ou mandala. Segundo Zoby et al. (2003) a utilização de referências permite refletir melhor sobre o sistema e validade de práticas adotadas pelo agricultor. O grande desafio continua operacionalizar o seu uso (Zoby et al., 2003). Assim, para a instituição de pesquisa, é importante conhecer as estratégias do agricultor frente à pressão da natureza para adaptar os seus dispositivos de ação a melhoria de sistema (Bonal et al., 1994). Esse trabalho apresenta as experiências adquiridas por pesquisadores envolvidos na execução de atividades no projeto "Alternativas orgânicas no manejo de pragas em fruteiras tropicais para agricultura familiar". Objetivou-se aplicar a técnica da teia para estimar a qualidade do solo e a sanidade das plantas, visando identificar, de forma participativa, limitações de ordem fitossanitária e selecionar manejos eficientes e sustentáveis.
Thesagro: Agricultura Familiar
Solo.
Ano de Publicação: 2010
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPMF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
id27234pdf2364.pdf163,74 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace