Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/875320
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Mandioca e Fruticultura - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 1-Fev-2011
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: BASTOS, M. J. S. M.
BARBOSA, C. de J.
SILVA NETO, H. P. da
MENDES, M. I de S.
SOUZA, A. da S.
Informaçães Adicionais: Maria Josirene Souza Moreira Bastos, EBDA; CRISTIANE DE JESUS BARBOSA, CNPMF; HONORATO PEREIRA DA SILVA NETO, CNPMF; Maria Inês de Souza Mendes, UFRB; ANTONIO DA SILVA SOUZA, CNPMF.
Título: Microenxertia de ápices caulinares de citros no laboratório de cultura de tecidos da EBDA.
Edição: 2010
Fonte/Imprenta: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 4., 2010, Cruz das Almas. [Anais...]. Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2010. (Embrapa Mandioca e Fruticultura. Documentos, 190). 1 CD-ROM.
Idioma: pt_BR
Notas: PDF. 088.
Palavras-chave: Citros
Limpeza clonal
Cultivo in vitro.
Conteúdo: Diversos patógenos sistêmicos podem afetar a produção de citros no Brasil, como o Citrus tristeza virus (CTV), os viróides da exocorte (Citrus exocortis viroid, CEVd) e cachexia/ xiloporose (Hop stunt viroid, HSVd), o vírus da sorose (Citrus psorosis virus (CPsV), a bactéria Xylella fastidiosa, agente da clorose variegada dos citros, entre outros. O uso de material para a propagação não certificado é o principais fator para a disseminação destes agentes e a técnica de microenxertia de ápices caulinares é utilizada como ferramenta para a limpeza clonal dos mesmos, sem os inconvenientes da juvenilidade associada ao uso de clones nucelares. A Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, em parceria com a EBDA, está implantando um programa de certificação fitossanitária para citros que necessita garantir a sanidade das plantas básicas, fonte de material propagativo. A técnica de microenxertia é fundamental para garantir a limpeza clonal de acessos de interesse que porventura estejam infectados por patógenos sistêmicos. O objetivo deste trabalho foi avaliar o melhores microporta-enxertos para utilização nesta técnica e obter plantas microenxertadas de acessos contaminados que sejam de interesse para a citricultura baiana.
Thesagro: Meristema.
Ano de Publicação: 2010
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPMF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
088MariaJosireneCristianeok.pdf18,16 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace