Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/876237
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Monitoramento por Satélite - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 8-Fev-2011
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: RONQUIM, C. C.
Informaçães Adicionais: CARLOS CESAR RONQUIM, CNPM.
Título: Desenvolvimento de duas espécies arbóreas nativas sob a copa de monocultura exótica.
Edição: 2010
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BOTÂNICA DE SÃO PAULO , 6., 2010. Viçosa, MG. Anais... Viçosa, MG: CBCN, 2010.
Páginas: 1 P.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Alocação de biomassa
Sub-bosque.
Conteúdo: Estudou-se a sobrevivência e o desenvolvimento de duas espécies florestais jovens Swietyenia macrophilla King. e Cedrella fissilis Vell. em área aberta e sombreada de um sub-bosque de uma monocultura florestal de Pinus em área da Universidade Federal de São Carlos (21o58?-22o00? S e 47o51?-47o52? W), cidade de São Carlos, São Paulo, Brasil. O clima da região é sazonal com inverno seco (geralmente entre junho e setembro) seguido por verão úmido e, de acordo com a classificação de Koeppen, situa-se entre Aw e Cwa. As melhores condições do solo do sub-bosque de Pinus, principalmente maior acúmulo de matéria orgânica, possibilitou um ambiente mais propício para o desenvolvimento inicial e sobrevivência de ambas as espécies florestais nativas. Ambas as espécies apresentaram maiores restrições de sobrevivência nas condições de área aberta. Até o primeiro ano após o plantio os valores de biomassa e altura não se diferenciaram estatisticamente para ambas as espécies tanto na condição sombreada do sub-bosque quanto na área aberta. Porém, nota-se claramente que as duas espécies jovens desenvolvendo-se nas condições de sub-bosque investiram mais recursos na parte aérea em relação ao sistema radicular, o que pode ser comprovado pelos menores valores da relação raiz/parte aérea das plantas crescendo no sub-bosque. Este estudo contribui para investigar a possibilidade de usar-se monoculturas florestais exóticas juntamente com espécies florestais nativas para a recomposição da Reserva Legal Florestal seguindo as recomendações para o Estado de São Paulo de acordo com o Decreto nº 53.939, sancionado no ano de 2009.
Thesagro: Sobrevivência.
Ano de Publicação: 2010
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPM)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
039.pdf41,51 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace