Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/877448
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Soja - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 16-Fev-2011
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: CAMARGO, A. E. I.
LOBATO, L. P.
CARRERA, C. M.
LAZARETTI, M. M.
BORTOLASCI, C. C.
MANDARINO, J. M. G.
RODRIGUES, R.
GROSSMANN, M. V. E.
BARBOSA, D. S.
Informaçães Adicionais: ALISSANA ESTER IAKMIU CAMARGO, UEL; LUCIANA PEREIRA LOBATO, UEL; CLÍSIA MARA CARRERA, UEL; MARCELA MARTA LAZARETTI, UEL; CHIARA CRISTINA BORTOLASCI, UEL; JOSE MARCOS GONTIJO MANDARINO, CNPSO; RICARDO RODRIGUES, UEL; MARIA VICTORIA EIRAS GROSSMANN, UEL; DÉCIO SABBATINI BARBOSA, UEL.
Título: Barras de cereais contendo alto teor de proteína de soja e isoflavonas na avaliação do perfil lipídico de indivíduos dislipidêmicos.
Edição: 2010
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO SUL BRASILEIRO DE ANÁLISES CLÍNICAS, 2., 2010, Londrina. [Anais...]. Rio de Janeiro: SBAC, 2010. Área: bioquímica.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Proteína de soja
Conteúdo: A dislipidemia é um problema de saúde pública devido a sua estreita relação com doenças cardiovasculares. A partir disso, estratégias farmacológicas e não-farmacológicas têm sido aplicadas. Entre elas está o desenvolvimento de alimentos funcionais que visem modificação do perfil lipídico. A ANVISA permite a alegação: O consumo diário de no mínimo 25 g de proteína de soja pode ajudar a reduzir o colesterol. O objetivo deste trabalho foi desenvolver um alimento tipo barra de cereais, contendo basicamente ingredientes derivados de soja e utilizá-lo em estudo clínico com indivíduos dislipidêmicos, para avaliar o efeito sobre o perfil lipídico, glicose e índices antropométricos. METODOLOGIA: Foram feitos inúmeros testes em laboratório de combinações dos ingredientes de soja (flocos, proteína texturizada, proteína isolada e soja torrada natural) até atingir características sensoriais desejáveis e no mínimo 25 g de proteína e ± 80 mg de isoflavonas em 100g de produto. Foi coletado sangue, antes e após 45 dias de consumo de 3 barras de soja/dia, de 25 indivíduos com colesterol total (CT) >200 mg/dL ou TG> 150 mg/dL e maiores de 18 anos. As análises de CT, HDL, TG e glicose foram realizadas utilizando metodologia automatizada. O LDL foi calculado. Foram medidos circunferência abdominal, peso, altura, para cálculo do IMC. RESULTADOS: Obteve-se barras de soja com ±30 g de proteína e ±100 mg de isoflavonas em 100g de produto. Não houve diminuição significativa (p0,05) nos parâmetros avaliados. No entanto, houve uma tendência de diminuição do nível de TG (±13%) e aumento do HDL (± 7%) após 45 dias de consumo. CONCLUSÃO: É possível produzir barras de soja com alto teor de proteínas e isoflavonas. Seus efeitos sobre o perfil lipídico devem ser estudados por mais tempo e população maior, pois apresentaram ótimas tendências de regularização dos níveis de TG e HDL.
Thesagro: Soja
Nutrição humana
Saude pública
NAL Thesaurus: Soybeans
Public health
Food and Human Nutrition
Ano de Publicação: 2010
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPSO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
mandarino.sbac.pdf64,62 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace