Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/898333
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Acre - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 18-Ago-2011
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: FAZOLIN, M.
COSTA, C. R. da
ESTRELA, J. L. V.
Informaçães Adicionais: MURILO FAZOLIN, CPAF-AC; CHARLES RODRIGUES DA COSTA, CPAF-AC; JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA, EMBRAPA ACRE.
Título: Proteção dos frutos do abacaxi ao ataque de Strymon megarus (Godt., 1824) utilizando óleo essencial rico em dilapiol.
Edição: 2011
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS NATURAIS, 5., 2011, Jaguariúna. [Anais...]. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2011. 1 CD-ROM.
Páginas: 1 p.
Idioma: pt_BR
Notas: Projeto 03.10.01.026.00.00
Palavras-chave: Piper aduncum - Óleo dilapiol
Strymon megarus - Broca-do-abacaxi.
Conteúdo: O óleo essencial de Piper aduncum L. apresenta potencial de uso inseticida relatado em vários trabalhos realizados em condições de laboratório. No estado do Acre, esta piperácea é abundante e a produção do óleo em escala comercial apresenta viabilidade econômica. O efeito inseticida desse óleo essencial, rico em dilapiol, foi avaliado ao nível de campo, no controle da broca-do-abacaxi, Strymon megarus (Godt., 1824), por meio de um experimento em blocos casualizados com 7 repetições dos seguintes tratamentos: a) óleo de P. aduncum (75,3% de dilapiol) a 1,5 L/ha; b) inseticida comercial a base de deltametrina a 300 mL/ha e c) testemunha (pulverização com água). A cultivar regional utilizada foi a Rio Branco plantada em fileiras duplas no espaçamento de 1,20m x 0,50 m x 0,50m. Adotou-se como parcela experimental 8 fileiras de 10 m de comprimento cada, correspondendo a 160 plantas (frutos). A uniformização do florescimento foi realizada por indução com carbureto de cálcio. As pulverizações dos tratamentos e a contagem dos frutos com sintomas de ataque da broca foram realizadas quinzenalmente a partir do florescimento, totalizando sete avaliações. A comparação do número médio de frutos atacados foi realizada pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Não houve diferença significativa dentro de cada época de avaliação, entre o número de frutos atacados por S. megarus em plantas tratadas com o óleo de P. aduncum e o inseticida a base de deltametrina, que mantiveram, respectivamente, o nível de danos entre 13% e 6% do total de frutos avaliados. Tais valores diferiram significativamente da testemunhada (60% de frutos danificados). Desta forma, pode-se considerar promissora a utilização do óleo essencial de P. aduncum na proteção de frutos de abacaxi contra a broca dos frutos, S. megarus.
Thesagro: Inseticida.
Ano de Publicação: 2011
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CPAF-AC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
23911.pdf18,35 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace