Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/898337
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Acre - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 18-Ago-2011
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: FAZOLIN, M.
ESTRELA, J. L. V.
ALBUQUERQUE, E. S. de
COSTA, C. R. da
CATANI, V.
CAVALCANTE, A. S. da S.
DAMACENO, J. E. de O.
Informaçães Adicionais: MURILO FAZOLIN, CPAF-AC; JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA, EMBRAPA ACRE; ELIZÂNGELA SAMPAIO DE ALQUERQUE, EMBRAPA ACRE; CHARLES RODRIGUES DA COSTA, CPAF-AC; VALDOMIRO CATANI, CPAF-AC; ANA SUZETTE DA SILVA CAVALCANTE, EMBRAPA ACRE; JANAÍNA ESTEVO DE OLIVEIRA DAMACENO, EMBRAPA ACRE.
Título: Avaliação toxicológica de óleo essencial de Piper affinis hispidinervum para insetos pragas das culturas do milho e feijão.
Edição: 2011
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS NATURAIS, 5., 2011, Jaguariúna. [Anais...]. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2011. 1 CD-ROM.
Páginas: 4 p.
Idioma: pt_BR
Notas: Projeto 03.10.01.026.00.00
Palavras-chave: Piper affinis hispidinervum
Inseticida botânico
Spodoptera frugiperda - Lagarta-do-cartucho
Sitophilus zeamais - Gorgulho do milho
Cerotoma tingomarianus - Vaquinha do feijoeiro
Conteúdo: Sarisan é um isômero da meristicina, descrito como bactericida e fungicida. Os teores deste composto, em plantas de Piper affinis hispidinervum, variam de 52,1% a 90,4%. É desconhecido ainda o potencial de uso inseticida do sarisan. A presença em sua estrutura química do grupo metilenodioxifenil associado a uma metoxila (OCH3) é muito semelhante ao dilapiol. Lignanas associadas a esses compostos apresentam potencialidade de causarem mortalidade em insetos, devido serem importantes inibidores de monoxigenases dependentes de citrocromo P450. Para a avaliação do efeito por contato em superfície contaminada, foram utilizados papéis filtro impregnados com diferentes quantidades do óleo essencial. Para a avaliação do efeito tópico foram aplicados 1?L de soluções com diferentes concentrações do óleo sobre larvas de Spodoptera frugiperda e adultos de Sitophilus zeamais e Cerotoma tingomarianus. A taxa de mortalidade foi a variável utilizada para avaliar os experimentos. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com cinco repetições, sendo cada bioensaio repetido duas vezes, realizando-se uma análise de Probit para a determinação das dose/concentrações-letais (CL50 e DL50). Os intervalos de variação da CL50 (0,09 a 0,21 µL/cm2) e DL50 (0,003 a 0,005 µL/mg de inseto) comprovam a toxicidade do óleo essencial de P. affinis hispidinervum para as espécies de insetos-praga avaliadas, porém as respostas dependem da concentração do óleo essencial e do método de exposição a que os insetos sejam submetidos.
Ano de Publicação: 2011
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CPAF-AC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
23913.pdf83,88 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace